imagem ilustrativa
Em outubro reumatologistas se mobilizam para alertar a população sobre a artrite reumatoide, doença que acomete as articulações e pode causar deformidades físicas e incapacidade funcional até para atividades rotineiras como fechar um botão de blusa, por exemplo. No Acre a única especialista atende dezenas de pacientes todos os dias no Hospital das Clínicas em Rio Branco.

A artrite reumatoide é uma das três principais doenças responsáveis por afastamento do trabalho por mais de 15 dias. E atinge pessoas entre 20 a 40 anos. “As mulheres desenvolvem mais a doença que tem maior predisposição genética. O tratamento é feito com base em medicamentos que possuem uma eficácia de quase 90% no controle da doença”, destaca a médica reumatologista, Adriana Marinho.

Ao primeiro sintomas é preciso procurar um atendimento especializado, alerta. Uma pesquisa realizada ao redor do mundo demonstrou falta de conhecimento sobre a artrite reumatoide entre pacientes. Estas falhas de informação podem levar a falhas de comunicação entre as pessoas que vivem com artrite reumatoide e seus médicos.

Para esclarecer duvidas de seus portadores a iniciativa global AR: Juntos por esta Causa incentiva as pessoas com artrite reumatoide a responder o questionário “O que você sabe sobre Artrite Reumatoide”? Para testar seus conhecimentos sobre a doença. Com apoio da AbbVie, a iniciativa global AR: Juntos por Esta Causa dedica-se a aumentar o conhecimento e a educação sobre a artrite reumatoide.

Religioso diz ter voltado ao seu peso normal. ''Chegaram a dizer que eu estava com câncer, meu Deus! Até a minha mãe estranhou''.
O padre Marcelo Rossi  diz que se tornou alvo de energias ruins

"Na Bíblia, Jesus fala que o jejum deixa as pessoas mais inspiradas’’, lembra Padre Marcelo Rossi, ao comentar que passou por um período de restrição alimentar enquanto compunha as canções de "O tempo de Deus’’, CD que ele lança essa semana. O regime severo, no entanto, foi além da motivação criativa, chegando à anorexia. Por só se alimentar de alface e hambúrguer num período de depressão, o homenzarrão de 1,95m de altura foi dos 128kg aos 60kg, no fim do ano passado. Mas apesar de ainda despertar intenso burburinho pela magreza — sua presença no Círio de Nazaré, em Belém do Pará, no último dia 12, causou verdadeira comoção nas redes sociais — ele garante que a saúde está 100%.

— Estou de volta aos meus 80 e poucos quilos, que é o meu peso normal. Mas como as pessoas me viram muito inchado durante meses, estranham. Chegaram a dizer que eu estava com câncer, meu Deus! Até a minha mãe estranhou. Já voltei a ter uma dieta equilibrada, pratico a minha caminhada e a minha corrida na esteira diariamente, estou muito bem — afirma Padre Marcelo em entrevista publicada nesta segunda-feira (20) pelo jornal Extra, que não teve acompanhamento médico durante o restabelecimento:

— A oração foi a minha salvação. Também não usei remédio antidepressivo, só minha conexão com Deus.

A depressão foi desencadeada por um acidente na esteira há quatro anos. O padre quebrou a perna, ficou numa cadeira de rodas por seis meses usando anti-inflamatórios e ganhou peso. Ferido em sua vaidade pelos comentários dos fiéis sobre seu sobrepeso, o homem sempre atlético, formado em Educação Física, tomou a atitude radical na alimentação.

— Sou vaidoso com relação ao corpo e ao cabelo. Tomo Finasterida (remédio para cortar a queda de cabelo) há anos, sem me preocupar com as consequências. Sou celibatário, isso não tem importância para mim (um dos efeitos do medicamento é a impotência sexual) — revela.

O padre também diz que se tornou alvo de energias ruins:

— Perdi meus três cachorros, e isso me deixou infeliz. Eles morreram um atrás do outro, do nada. A inveja e o mal existem, mas não posso reclamar, só rezar mais. (Leia mais no Jornal Extra) Via Jornal da Midia
Segundo a polícia, o jovem disse que o disparo foi acidental. Os dois jogavam videogame quando aconteceu a tragédia
imagem ilustrativa
Um adolescente de 14 anos matou um amigo, de 16, com um tiro de pistola, na tarde desta sexta-feira, em uma casa no bairro de Santo Antônio de Prata, em Belford Roxo. De acordo com a polícia, ele disse que o disparo foi acidental. Os dois jogavam videogame quando o crime aconteceu, pouco depois do meio-dia.

— Os dois haviam saído comigo pela manhã. Fomos para a minha casa e, enquanto eu preparava o almoço, eles brincavam num quarto com o videogame. Só escutei o tiro — disse um tio do adolescente que fez o disparo.

Segundo a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), o adolescente contou, em depoimento, que achou a arma num baile funk na Cidade Alta, em Cordovil, alguns dias atrás. Nesta sexta-feira, decidiu mostrá-la ao amigo e, enquanto a manuseava, teria apertado sem querer o gatilho. Apavorado, ele jogou a pistola em um rio logo em seguida.

Polícia Rodoviária Federal flagra evasão fiscal em cidade do Piauí(Imagem:Reprodução/Ascom)

Na tarde desta sexta-feira (24), políciais rodoviários federais abordaram em Floriano, cidade no Sul do Piauí, uma carreta brite Volvo N12, com placas LWH-0935, transportando uma carga de aproximadamente 54 m³ de madeira sem documento fiscal.

O veículo e a carga foram encaminhados para o Posto Fiscal da Secretária de Fazenda (SEFAZ) do Piauí, em Floriano.

Fiscais do IBAMA estiveram no local e informaram que a madeira é oriunda de reflorestamento e, por conseguinte, não configura crime ambiental.

A PRF ressalta que qualquer denúncia pode ser realizada pelo número 191.


Tentativa de retirar reportagem sobre o depoimento de Alberto Youssef à PF de VEJA.com e do perfil da revista no Facebook foi rechaçada pela Justiça
Capa de VEJA 2397
Capa de VEJA desta semana: Dilma e Lula sabiam de tudo, diz Alberto Youssef à PF (VEJA)
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou nesta sexta-feira um pedido da campanha da presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) para censurar a reportagem de VEJA desta semana na qual o doleiro Alberto Youssef, pivô do megaesquema de lavagem de dinheiro desmontado pela Polícia Federal, afirma que Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sabiam dos desvios na Petrobras.


O pedido da coligação de Dilma para retirar a publicação do site de VEJA do ar e do perfil da revista no Facebook foi protocolado pelo PT nesta sexta-feira, sob o argumento de que a publicação desrespeita a legislação eleitoral. Mas o ministro Admar Gonzaga negou o pedido.

A lei citada pelo PT para tentar censurar VEJA é fruto da minirreforma eleitoral, mas não tem efeito sobre as eleições de 2014 porque entrou em vigor menos de um ano antes do pleito. "O dispositivo invocado para a suspensão da veiculação (§ 3º do art. 57-D da Lei nº 9.504/1997), consoante entendimento deste Tribunal Superior (Consulta nº 1000-75), não tem eficácia para o pleito de 2014", afirmou o ministro.

Do Veja
imagem ilustrativa
O segurado que teve um desconto de Imposto de Renda maior do que o devido quando recebeu atrasados de uma ação ou de uma revisão no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) poderá pedir a grana que volta.

O STF (Supremo Tribunal Federal) confirmou ontem que o cálculo do IR não deve ser sobre o valor total da bolada, mas sobre a grana que o segurado deixou de receber mês a mês.

Agora, quem teve que entrar com uma ação para cobrar o desconto feito a mais em seus atrasados deverá receber a grana mais rapidamente.

A decisão tem repercussão geral, ou seja, valerá para todos os casos que tratam do assunto na Justiça.

Delegada trabalhava na 36ª DP (Santa Cruz)

A delegada-assistente da 36ª DP (Santa Cruz), Tatiene Damaris, foi assassinada 15 dias depois de fazer um seguro de vida para os dois filhos. A informação é do delegado Rivaldo Barbosa, titular da Divisão de Homicídios. Principal suspeito do crime, o viúvo da policial, o estudante de Direito Alessandro Oliveira Furtado, de 39 anos, foi preso em flagrante na noite desta quinta-feira e alegou ter agido num impulso, após a mulher ter se recusado a assinar o divórcio e apontar uma arma para ele. Os investigadores, no entanto, não acreditam nesta versão.

- Ele usou luvas cirúrgicas para cometer o crime. Isso indica premeditação. Ainda é muito cedo para dizer que realmente o crime foi motivado pelo seguro, mas é uma linha de investigação. Encontramos os papéis do divórcio na casa, mas não sabemos se eles estavam ali há mais tempo - disse Rivaldo.

Tatiene foi estrangulada com uma gravata e ainda levou um choque - o suspeito disse que foi para tentar reanimar a mulher. Os agentes passaram a desconfiar de Alessandro depois que ele caiu em contradição ao depor na delegacia. Primeiro, o suspeito disse que o crime havia sido cometido por milicianos, depois alegou que era um roubo seguido de morte e contou ainda que a porta da casa havia sido arrombada - o que não aconteceu. Depois, pediu para falar a sós com o delegado e acabou confessando a morte.

— Ele disse: “Fiz uma besteira” — contou Rivaldo, dizendo ainda que Alessandro tinha um caso extraconjugal: — Nós já ouvimos a amante dele, mas descartamos qualquer possibilidade de ela estar envolvida no crime.

Após o crime, Alessandro foi para a faculdade. A professora dele contou à polícia que foi uma de suas aulas mais participativas. Também chamou a atenção dos agentes o fato de o viúvo não ter demonstrado tristeza em nenhum momento. Ele chegou na delegacia assustado e com lesões no rosto, mas disse à polícia que a lesão teria sido causada pela coleira do cachorro. Os policiais verificaram que a peça tinha marcas arredondadas, que não causariam nenhum tipo de ferimento..

— Foram 24 horas de investigação. Não temos dúvida de que foi ele o autor do crime. Demos a resposta antes mesmo do enterro dela — ressaltou Rivaldo.

O delegado afirmou ainda que Alessandro é conhecido por ter um temperamento violento. O corpo de Tatiene foi descoberto no início da tarde desta quinta-feira, dentro de sua casa, nas proximidades da Faculdade Castelo Branco, em Realengo, na Zona Oeste do Rio. Ela estava na cozinha, com um travesseiro atrás da cabeça. Segundo a perícia, o crime ocorreu entre 4h e 9h.

Alessandro e Tatiene tinham uma relação de cinco anos, mas que não estava indo bem. O casamento com a delegada foi o segundo do suspeito, mas com as mesmas características do anterior, segundo a polícia: ele não trabalhava e vivia às custas das esposas. Os investigadores ouviram a primeira mulher de Alessandro e ela contou que era agredida por ele. O suspeito é pai do filho mais novo de Tatiene, de 3 anos. A delegada também era mãe de um jovem de 17 anos, de seu primeiro casamento.

Familiares de Tatiene divulgaram uma carta em homenagem à policial. No documento, eles clamam por justiça: “A família encontra-se profundamente abalada com o fato... A lacuna criada é imensa...”

Alessandro pode ser autuado por homicídio qualificado por asfixia e pegar até 30 anos. Ele vai passar o dia sendo ouvido por policiais na DH e depois segue para o Complexo de Gericinó.

O corpo de Tatiene será enterrado às 14h desta sexta no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, também na Zona Oeste.


Do Extra



Dilma critica reportagem da 'Veja'

Nesta sexta-feira (24), último dia de propaganda política, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, criticou reportagem da edição antecipada da revista Veja, que afirma que a presidente e Luiz Inácio Lula da Silva tinham conhecimento sobre os desvios de dinheiro realizados na Petrobras. 

De acordo com a reportagem, a afirmação de que os dois teriam conhecimento dos desvios teria partido do doleiro Alberto Youssef. Ainda segundo a reportagem, "o doleiro não apresentou – e nem lhe foram pedidas – provas do que disse. Por enquanto, nesta fase do processo, o que mais interessa aos delegados é ter certeza de que o depoente atuou diretamente ou pelo menos presenciou ilegalidades".

"Eu gostaria de encerrar a minha campanha na TV de outra forma, mas não posso me calar frente a esse ato de terrorismo eleitoral articulado pela revista Veja e seus parceiros ocultos, uma atitude que envergonha a imprensa e agride a nossa tradição democrática", disse Dilma na propaganda política. "Sem apresentar nenhuma prova concreta e mais uma vez baseando-se em supostas declarações de pessoas do submundo do crime, a revista tenta envolver diretamente a mim e ao presidente Lula nos episódios da Petrobras que estão sob investigação da Justiça", prosseguiu.

"Todos os eleitores sabem da campanha sistemática que essa revista move há anos contra Lula e contra mim, mas dessa vez a Veja excedeu todos os limites", defendeu-se a presidente. Ela lembrou de outras edições em que a revista insinuava que ela "poderia ter sido omissa na apuração dos fatos". "Isso já era um absurdo, isso já era uma tremenda injustiça. Hoje, a revista excedeu todos os limites da decência e da falta de ética, pois insinua que eu teria conhecimento prévio dos malfeitos na Petrobras e que o presidente Lula seria um dos seus articuladores", disse.

"A revista comete esta barbaridade, esta infâmia contra mim e Lula sem apresentar a mínima prova, isso é um absurdo, isso é um crime. É mais do que clara a intenção malévola da Veja de interferir de forma desonesta e desleal nos resultados das eleições, a começar pela antecipação da sua edição semanal para hoje, sexta-feira, quando normalmente chega às bancas no domingo", apontou Dilma. "Como das outras vezes, a Veja vai fracassar no seu intento criminoso, mas dessa vez, ela não ficará impune. A Justiça livre deste País seguramente vai condená-la por este crime. O povo brasileiro tem maturidade suficiente para discernir entre a mentira e a verdade", anunciou.

Dilma afirmou ainda que "a consciência livre da Nação não pode aceitar que mais uma vez se divulguem falsas denúncias no meio de um processo eleitoral em que o que está em jogo é o futuro do Brasil" e que "o povo vai responder a Veja e seus cúmplices nas urnas". E completou: "Eu darei a minha resposta a eles na Justiça". A atriz que fala na propaganda após o discurso de Dilma afirma que "a cartada desesperada da Veja está na cara", antes de anunciar as pesquisas com Dilma na liderança da corrida presidencial.

O advogado do doleiro, Antonio Figueiredo Basto, se mostrou surpreso com a reportagem daVeja : “Eu nunca ouvi nada que confirmasse isso (que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras). Não conheço esse depoimento, não conheço o teor dele. Estou surpreso”, afirmou Basto. “Conversei com todos da minha equipe e nenhum fala isso. Estamos perplexos e desconhecemos o que está acontecendo. É preciso ter cuidado porque está havendo muita especulação”, alertou o advogado.


Está em pauta para recebimento de emenda na Assembleia Legislativa o projeto de lei n° 164/14, apresentado na sessão plenária de segunda-feira (14), de autoria da deputada estadual Gardênia Castelo (PSDB), que dispõe sobre a concessão de benefícios fiscais para idosos no Estado do Maranhão.

De acordo com o projeto, os proprietários de veículos automotores com idade a partir de 65 anos completos se beneficiarão com o desconto de 50% no pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores - IPVA, sem prejuízo de outros descontos que já estejam legalmente instituídos.

Ainda conforme o projeto, vale ressaltar que o beneficio se restringe a um só veículo e que no caso de troca visando a aquisição de veículo novo ou semi-novo, o contribuinte beneficiado de que trata a lei deverá comprovar a efetiva alienação do veículo anterior. Já no caso de atrasos no pagamento do IPVA, o benefício poderá ser cancelado.

Justificativa

O projeto tem como finalidade reduzir a carga tributária que incide sobre o dia a dia das pessoas idosas que residem no Maranhão. “A gente sabe que ingressar na chamada 'terceira idade', quando se vive num país desigual como o Brasil, não é precisamente uma estação das mais confortáveis, porque, sabidamente, passa-se a enfrentar uma plêiade de obstáculos na jornada diária, seja em casa, nas ruas, nos hospitais, nos ônibus, nos bancos, nos parques e por aí vai”, alegou Gardênia.

Segundo ela, é precisamente nesta quadra da vida onde o sujeito passa a precisar muito mais de tudo e de todos que ele, paradoxalmente, passa, também, a ter uma visível redução da sua capacidade de produção, de locomoção e de saúde.

“Nesta fase até a renda familiar fica comprometida, posto que grande parte dos aposentados passa a receber até menos do que recebia na vida laboral, valendo dizer que em qualquer benefício que pudermos a eles, estaremos apenas e tão somente fazendo justiça para com quem deu seus melhores dias em prol do nosso engrandecimento”, destacou a deputada.