Estudo "Saúde Brasil" mostra que porcentagem de mães nessa faixa etária cresceu na última década, sobretudo entre as que têm mais escolaridade
Imagem ilustrativa
Cada vez mais brasileiras estão esperando chegar até os 30 anos ou mais para ter o primeiro filho, principalmente as que possuem mais anos de estudo. A conclusão é do estudo “Saúde Brasil”, que faz um raio x da saúde do brasileiro, apontando tendências em áreas como taxa de natalidade e fecundidade, mortalidade, surtos, epidemias e doenças. Segundo a pesquisa, o percentual de mães na faixa etária de 30 anos cresceu na última década, passando de 22,5% em 2000 para 30,2% em 2012. Já o número de mulheres com menos de 19 anos que tiveram filhos caiu de 23,5% para 19,3% no mesmo período.

Outra constatação do estudo é que quanto maior a escolaridade, maior a idade da mãe no momento do parto, sobretudo as “de primeira viagem” (que informaram não ter filhos anteriormente). Entre aquelas com níveis mais elevados de escolaridade (12 anos ou mais de estudos), o nascimento do primeiro filho acontece com elevada frequência após a mãe completar 30 anos ou mais de idade (45,1%). Já entre as com menor escolaridade, com até 3 anos de estudo (51,4%) ou com 4 a 7 anos de estudo (69,4%), mais da metade foram mães com menos de 20 anos.

“O Brasil segue uma tendência observada em países desenvolvidos, com a inserção ainda mais forte da mulher no mercado de trabalho, com mais acesso aos métodos anticoncepcionais. Com isso, a mulher planeja melhor sua gravidez“, explicou a Diretora do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas do Ministério da Saúde, Thereza de Lamare. A maior quantidade de mães com 30 anos de idade ou mais está concentrada nas regiões Sudeste e Sul, representando respectivamente 34,6% e 33,6% dos nascimentos. No Centro-Oeste a taxa foi de 28,8%, seguido do Nordeste com 26,1% e o Norte com 21,2%.

Os dados revelam ainda uma tendência de queda no número de nascidos vivos, fortalecida pela diminuição das taxas de fecundidade em todas as regiões do país. Entre 2000 e 2012, houve redução de 13,3% no número total de nascimentos e, desde 2005, as taxas de fecundidade no Brasil têm sido inferiores ao nível de reposição populacional, em média mundial de 2,1 filhos/mulher. Em 2012, essa taxa foi ainda mais baixa, alcançando o valor de 1,77 filhos/mulher (redução de 22,7% em relação a 2000).

Com exceção da Região Norte (índice de 2,24 filhos/mulher), todas as demais regiões apresentaram taxas de fecundidade total inferiores ao nível de reposição. O menor valor foi encontrado no Sul, onde a taxa alcançou 1,66 filhos/mulher. Seguindo essa tendência, o processo de envelhecimento populacional deverá se intensificar e, em duas décadas, prevê-se uma estabilização do crescimento demográfico, com perspectivas de redução do tamanho da população brasileira. “O estudo aponta uma tendência já observada por outras instituições, como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Por isso, o governo tem investido muito em informação e políticas que promovam o envelhecimento saudável, como a própria política de doenças crônicas não transmissíveis, lançada nesta semana. Não temos dúvidas que a saúde se fortalece mais quando atrelada a ações de educação, esporte, cultura, desenvolvimento social”, finalizou a diretora.

PRÉ-NATAL - Em relação às características da gravidez e do parto, mais especificamente à atenção pré-natal, a análise evidencia que de três em cada quatro nascimentos foi realizado o número mínimo de consultas (seis ou mais) preconizado pelo Ministério da Saúde. Juntamente com estados e municípios, o Ministério da Saúde ampliou em 87% as consultas de pré-natal entre 2003 e 2012. Somente em 2012, foram realizadas 18,2 milhões de consultas pré-natais pelo (SUS).

Quanto ao tipo de parto, há uma tendência crescente de cesáreas no Brasil entre 2000 e 2012. Mais de 83% das mães com 12 anos ou mais de estudo e mais de 67% de mães com idades entre 25 e 39 anos realizaram parto cesáreo em 2012. No que diz respeito à cor da pele, enquanto 67% das mães brancas realizaram parto cesáreo, este percentual foi de 18% entre as indígenas (o índice foi de 48% entre as pretas, 59% entre as amarelas e 49% entre as pardas).

Para reduzir o número de cesáreas desnecessárias, o Ministério da Saúde busca esclarecer as mulheres em relação às vantagens do parto normal e apoia a discussão da formação em obstetrícia, inclusive incentivando o aprimoramento da formação médica – tanto nos currículos acadêmicos das faculdades de Medicina quanto na residência médica.

Por meio da estratégia Rede Cegonha, o governo federal tem incentivado o parto normal humanizado e intensificado a assistência integral à saúde de mulheres e crianças, desde o planejamento reprodutivo, passando pela confirmação da gravidez, pré-natal, parto, pós-parto, até o segundo ano de vida do filho. Atualmente, a Rede Cegonha está presente em 5.488 municípios de todos os estados do país. Desde o lançamento, já foram repassados para a estratégia mais de R$ 3 bilhões.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) também tem atuado para reduzir o número de cesarianas desnecessárias no país. Recentemente, a autarquia assinou um Acordo de Cooperação Técnica com o Hospital Israelita Albert Einstein e o Institute for Healthcare Improvement (IHI), para desenvolver um projeto piloto de promoção ao parto normal. A ANS também faz uma consulta pública sobre novas normas para o setor, cujas contribuições podem ser enviadas até 23 de novembro.


O preconceito aos nordestinos tem gerado muitas discussões. Nas redes sociais os ataques tem sido violentos. As agressões iniciaram logo após a divulgação do resultado do segundo turno que garantiu a reeleição da presidenta Dilma Rousseff.

O professor de História, Sá Marques, esteve hoje (29) no Bom Dia Maranhão onde disse que as agressões entre grupos sociais são comuns na história brasileira. Citou casos do Estado Novo, da Revolução Constitucionalista e o próprio exemplo das eleições presidenciais de segundo turno do domingo passado.

Sá Marques mencionou aspectos criminais que envolvem o preconceito, inclusive nas redes sociais. "Há uma digital, o IP do usuário que pode ser identficado", observou.

As redes sociais são as maiores veiculadoras de manifestações. Segundo o diretor presidente da ONG SaferNet Brasil, Thiago Tavares, as páginas na internet e nas redes sociais que tem violações aos direitos humanos serão investigados e seus autores poderão ser punidos. Tavares explica que, assim como quem cria, quem compartilha um conteúdo de ódio e preconceito também pode ser responsabilizado criminalmente.

Entre os eleitores nordestinos, Dilma teve quase 72% dos votos válidos, um desempenho um pouco abaixo do conquistado por Lula em 2006, quando foi reeleito com 77% dos votos nordestinos. Tamanha liderança regional compensou o desempenho inferior de Dilma nas três regiões vencidas por Aécio: Sudeste, Sul e Centro-Oeste.


imagem ilustrativa
Uma decisão liminar expedida pela juíza Denise Pedrosa, titular da 1ª Vara de Zé Doca, proíbe a realização do show do cantor Wesley Safadão e da banda Garota Safada, marcado para esta quinta-feira (30). A razão para a suspensão, de acordo com a magistrada, é o local do show: um posto de combustível.

De acordo com o pedido formulado pelo Ministério Público, o referido posto estaria realizando semanalmente festas e shows em suas dependências, local esse que seria inadequado para a promoção de eventos dessa natureza, uma vez que tais festas/shows seriam realizados no espaço compreendido entre as bombas de combustíveis e um depósito de botijões de gás, que fica localizado nos fundos do posto.

A decisão observa que o Posto Fortaleza não possui saídas laterais, nem pelos fundos. “Assim, qualquer emergência poderá se transformar em um desastre, porque a única saída seria pela parte da frente do terreno, onde ficam as bombas de combustíveis”, enfatiza a juíza.

Denise Pedrosa ressalta que, apenas uma simples análise das fotografias do local, verifica-se a total falta de segurança e condições para qualquer evento com essa finalidade. “E aqui não se está disciplinando sobre a segurança ou saúde de um único consumidor ou grupo determinado de consumidores, mas de toda e qualquer pessoa que eventualmente por ali transite quando da realização do evento, amplamente divulgado não somente em Zé Doca, mas também em diversas outras cidades da região”, explica.

A magistrada determinou que a ré Santa Luzia Comércio e Derivados (Postos Fortaleza) não realize mais shows e festas nas dependências do posto até o julgamento do mérito desta ação. Determina, ainda, a proibição da realização do show de Wesley Safadão e Garota Safada, marcado para o dia 30, não impedindo que o show seja realizado em outro local com condições adequadas de segurança.

Do G1 MA
Avião sem janelas permite vista panorâmica a passageiros

O instituto inglês Center of Process Innovation (CPI) está desenvolvendo um "avião sem janelas", o projeto ainda está na fase de design, mas pode se tornar possível em pelo menos dez anos.

Os passageiros desse avião que sentarem nas poltronas da "janela" poderiam escolher a vista preferida ou utilizar as telas de corpo inteiro como um sistema de entretenimento a bordo. Quem sentar no "corredor" poderia acessar o sistema futurista por meio de uma tela embutida no banco à frente deles.

Para que essa aeronave do futuro se torne realidade, seria preciso substituir as janelas por telas ultrafinas e flexíveis que reproduziriam o cenário externo através de diversas câmeras instaladas na parte de fora.

Porém, esse produto ainda vai demorar, pelo menos, cinco anos para ser produzido usando a tecnologia OLED (diodo orgânico que emite luz), a mais avançada para a fabricação de qualquer tipo de tela.

As imagens exibidas nessas telas de alta definição mudariam de acordo com o movimento dos olhos do passageiro.

Além de proporcionarem entretenimento, essas telas instaladas diretamente na fuselagem ou nos papéis de parede, iriam fornecer iluminação à cabine, podendo ser ligadas ou desligadas. Assim, os passageiros poderiam controlar as alterações de cor da paisagem associadas ao nascer e ao pôr do sol, o que ajudaria a compensar o jet lag, auxiliando-os a se adaptar às mudanças de fuso horário em viagens longas.

De acordo com o CPI, as telas não serviriam apenas para dar mais conforto aos passageiros, elas também são projetadas para reduzir o peso e os custos das aeronaves para as companhias aéreas.

Com informações Msn Viagens / Via SuaCidade
Anacleto Araújo

Ainda é grave e estável, o estado de saúde do radialista Anacleto Araújo, integrante da Assessoria de Comunicação da Assembleia Legislativa. Ele foi internado no último sábado, no Hospital São Luis, após sofrer uma parada cardíaca. No hospital, ele teve outra parada, com duração de seis minutos.

A informação é do jornalista Jersan Araújo, irmão de Anacleto. Ele disse que houve uma pequena evolução. Só nos resta torcer pelo pleno restabelecimento do comunicador.

Índice
imagem ilustrativa

Um homem foi alvejado na tarde desta quarta-feira (29) próximo à Unidade Integrada Marly Sarney, no conjunto Maiobão, em Paço do Lumiar.

De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima foi levada para o hospital Clementino Moura, o Socorrão II, mas chegou à unidade hospitalar sem vida.

A PM ainda não sabe a causa do homicídio ou quem teria abordado a vítima.

Roseana age para sabotar governo Flávio Dino, diz Jerry

O membro da equipe de transição do governador Flávio Dino e futuro secretário de articulação política, Marcio Jerry, usou seu perfil em uma rede social para criticar duramente a forma como a governadora Roseana Sarney vem tratando a passagem de comando.

Jerry afirmou que Roseana tenta sabotar o início do próximo governo e considera o ato como uma retaliação ao povo pela derrota da peemedebista. Ele ainda classifica a atitude como mesquinha e pede mais respeito pela, ainda, chefe do executivo estadual.

Licitações, renovação de contratos, sonegação de informações e pagamentos indevidos compõem o que ele chamou de "Roteiro de indignidade".

A reportagem do Portal TV Guará tentou ouvir a secretaria de comunicação do governo, mas as ligações não foram atendidas.

A assessoria de imprensa do senador José Sarney (PMDB-AP) afirmou nesta quarta-feira (29) que não reconhece o vídeo que circula na internet e mostra o aliado da presidente Dilma Rousseff (PT) votando supostamente em Aécio Neves (PSDB), no segundo turno da eleição presidencial.

Segundo os assessores do senador, o vídeo é "mais uma farsa” e “sórdida montagem” que “caracterizou as eleições no Amapá neste segundo turno”. 

A suposta montagem que viralizou na internet mostra, através de imagens ampliadas e exibidas pela TV Amapá – afiliada da Globo no Estado – que Sarney apertou o número 45 no momento da votação no último domingo, mesmo usando adesivos com pedido de voto para a petista.
“O senador José Sarney não se pronunciou ainda sobre se vai tomar medidas judiciais contra a violação do voto, mas rechaça qualquer tentativa de manipulação que envolva o nome dele. O senador e a presidente Dilma são aliados de longa data e não faz nenhum sentido essa farsa que circula nas redes sociais. É mais uma prova da campanha sórdida que emergiu na internet na disputa deste ano, com o objetivo de usar a rede para manchar reputações”, declarou a assessoria do ex-presidente do Senado Federal.

O vídeo começou a circular na internet no domingo, logo depois da votação do senador em Macapá.

Sarney apoiava o ex-governador Waldez Góes (PDT), aliado político de longa data e afilhado, e também virou alvo da campanha do adversário Camilo Capiberibe (PSB). 

Apesar do esforço do atual governador amapaense de ligar Waldez Góes a Sarney, o candidato do PSB foi derrotado no segundo turno por larga vantagem. 

Fechadas as urnas no Amapá, Waldez obteve 60,6% dos votos válidos contra 39,4% de Camilo Capiberibe.

Vale lembrar que Waldez Góes já foi governador naquele estado e foi preso pela Polícia Federal no âmbito da operação “Mãos Limpas”, em 2009.

Na época, o ex-governador fora acusado com mais 17 pessoas de pertencer a uma quadrilha que, ao longo dos últimos dez anos, desviou mais de R$ 1 bilhão dos cofres públicos do Estado. 

Mesmo com a denúncia, Waldez Góes está de volta ao governo do Amapá, com ajuda do eterno padrinho político José Sarney. 

O crime de violação de sigilo de voto é previsto na lei eleitoral e determino o mínimo de dois anos de prisão, caso seja realmente comprovado.



Imagem ilustrativa
Em Imperatriz, um fazendeiro foi vítima, na manhã desta quarta-feira, dia 29, de um assalto em sua própria residência ao retornar de uma de suas fazendas em São João do Paraíso, na regiãoTocantina.

De acordo com informações, o alvo dos bandidos era R$ 18 mil de uma venda de gado que o fazendeiro havia feito recentemente.

Os bandidos abordaram o fazendeiro na porta de sua residência, entraram, colocaram todos que estavam no interior da casa em um banheiro e obrigaram o fazendeiro a abrir o cofre que estava em seu quarto.

Para a surpresa dos assaltantes, havia mais de R$ 200 mil no cofre. Eles fizeram o raspa e até o momento nem sinal dos autores.