sexta-feira, 15 de junho de 2018

A dona de casa Francyelle Alcântara, de 28 anos, que morreu junto com o namorado e um amigo em um acidente na GO-156, estava grávida de dois meses e planeja se casar, conforme contou ao G1 a irmã dela, Claudiane Pereira, de 32 anos. Segundo a família, as vítimas voltavam de uma festa quando o acidente aconteceu, em Palmeiras de Goiás.

“A gente não está acreditando, a gente a viu ontem, ela ainda pediu ajuda para escolher roupa para ir pra a festa, e aí acontece isso. Ela estava muito feliz, feliz com a gravidez, com o namoro”, disse a irmã.

O acidente aconteceu na madrugada de domingo (10). O namorado de Francyelle, o mecânico Esron Manoel, de 30 anos, era o motorista do Volkswagen Golf. A jovem viajava no banco da frente. No banco traseiro, estava um adolescente de 17 anos, que é primo do condutor.

De acordo com a família, o velório do casal deve ocorrer nesta segunda-feira (11), em horário a definir, na Igreja Cristã de Palmeiras de Goiás.
Segundo o capitão do Corpo de Bombeiros Eduardo Monteiro, testemunhas contaram que o trio saiu de uma festa em Cezarina, por volta das 4h, com destino a Palmeiras de Goiás, onde moram. A distância entre as cidades é de cerca de 40 km. 

O carro em que os amigos viajavam saiu da pista e caiu em uma vala aberta para uma obra da Ferrovia Norte-Sul, que, segundo moradores, está há cerca de um ano parada. O buraco tem cerca de 20 metros de profundidade.

Irmão de Francyelle, o lavrador Adriano Gomes acredita que a falta de iluminação da rodovia pode ter causado o acidente. Ele cobra providências.

“Aquilo não pode ficar daquele jeito, sem iluminação, com visibilidade péssima perto de um barranco de mais de 20 metros. Não é a primeira vez que tem acidente no mesmo lugar, falta sinalização, iluminação, tem que tomar providencias para não ter mais vítimas”, afirmou.

O G1 pediu um posicionamento, por e-mail, para a Valec, responsável pela obra da Ferrovia Norte-Sul, e para a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), responsável pela rodovia, e aguarda retorno.

Por G1 via Ratinho Noticias

Jovem que morreu junto com o namorado em acidente na GO-156 estava grávida e planejava se casar, diz irmã…

Trabalhador rural morre esmagado por um trator em Vianópolis
Um homem morreu após ser esmagado por um trator na manhã desta sexta-feira (15) na Zona Rural de Vianópolis, a cerca de 91 quilômetros de Goiânia. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima conduzia a máquina agrícola, que tombou após chocar com uma raiz de árvore que estava fixada no chão.

Segundo o tenente da corporação, José Henrique Bandeiras, o homem trabalhava em uma plantação de eucalipto quando o acidente aconteceu. Ele acredita que o desnivelamento do terreno onde a máquina transitava pode ter contribuído para a fatalidade.

“Ele estava com outros dois colegas pegando tocos de eucalipto e colocando em um caminhão. O local é muito desnivelado, e com isso a lâmina que fica na parte inferior do trator pegou na raiz da árvore que estava fixada no chão. Após a colisão, o trator tombou e esmagou o trabalhador.

A equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada, no entanto, o homem já foi encontrado sem vida. Equipes da Polícia Civil de Vianópolis e da Polícia Técnico Científica de Anápolis foram acionados para comparecem no local. O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Anápolis.

Trabalhador rural morre esmagado por um trator em Vianópolis

Três suspeitos morreram em confronto com a polícia e 32 pessoas foram detidas na tarde desta segunda-feira (11), em uma granja, no sítio Cabaço, distrito de São Paulo do Potengi, distante 73 quilômetros de Natal. Todos participavam de uma festa patricinada por uma facção criminosa que atua na região.

De acordo com o delegado Otacílio Medeiros a operação "Fim de festa" foi desencadeada após uma denúncia anônima que resultou na identificação de criminosos condenados pela justiça e que participavam da festa. "Cercamos a granja e no momento que anunciamos nossa presença fomos atacados com tiros e por esse motivo revidamos de maneira proporcional", explicou.

Os três suspeitos mortos foram identificados como Rogério Silva, considerado gerente da facção, Klemerson Silvestre Lopes, soldado do grupo criminoso e Alex Cassimiro Farias, o "Gordo", chefe do bando, segundo a polícia. Um quarto indivíduo conhecido como Jeferson também foi baleado e levado em estado grave para o hospital. 12 mulheres e 20 homens que estavam na festa foram conduzidos a delegacia da cidade como averiguadas.

Operação "Fim de festa" resulta em três suspeitos mortos e 32 pessoas detidas

Edvaldo Pereira de Sousa(Imagem:Divulgação)
Um desentendimento entre dois homens por causa de água deixou um rastro de sangue na localidade Amolar, zona rural de Floriano, na manhã desta quarta-feira (13).

Segundo informações, os envolvidos entraram em vias de fato após discutir por água e Edvaldo Pereira de Sousa, 45 anos, foi atingido por golpes de facão na cabeça, braços e mãos. Já o autor dos golpes, identificado apenas como Antônio China, foi atingido por disparos de espingarda.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e conduziu as vítimas, sendo uma de cada vez, para o pronto socorro do Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano.

A Polícia Civil também foi acionada e esteve no HRTN onde conversou com os envolvidos para apurar os fatos.

Dois homens ficam feridos em briga por água na zona rural de Floriano

Dois bandidos armados entraram em um ônibus na avenida dos Africanos e anunciaram o assalto, agora pela manhã. Um passageiro sacou da pistola e mandou bala, acertando a dupla, que já foi encaminha para o hospital em estado grave.

Bandidos tentam assaltar ônibus, mas um passageiro baleou dois, em São Luís

A Polícia Civil de Barra do Corda cumpriu na tarde de ontem (11) de junho mandado de prisão preventiva em desfavor de Lazaro Menezes Costas, 41 anos, pelo crime de Falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produtos destinados a fins terapêuticos ou medicinais.

O mandado de prisão foi expedido pela 1ª Vara Criminal, pelo Juiz Antônio Elias, após operação da Polícia Civil de Barra do Corda no combate a aplicações clandestinas de anabolizantes (remédios para equinos e bovinos) que eram injetados em várias pessoas desta cidade.
Duas outras pessoas já tinham sido presas na semana passada pela polícia civil nessa operação.

Vendedor de anabolizantes é preso em Barra do Corda/MA

Zebra
A zebra apareceu já nos egundo dia da Copa da Rússia. Um gol contra de Bouhaddouz, após cobrança de falta na área deu a vitória ao Irã. O atacante marroquino desviou de cabeça para as próprias redes. O Irã inaugura o marcador quando o cheiro de 0 a 0 já estava no ar.

Irã vence Marrocos com gol contra aos 49 do segundo tempo

Na Copa da Rússia, a Federação Internacional de Futebol (Fifa) implantou um sistema eletrônico de apoio à arbitragem conhecido pela sigla em inglês VAR (Video Assistant Referee). O VAR tem por objetivo ajudar o árbitro central, no campo de jogo, a tomar decisão em lances considerados duvidosos.

O sistema é formado por uma equipe de juízes e ex-juízes de futebol. Eles ficam em uma central de vídeo fora do estádio acompanhando por vários monitores de TV toda partida. A equipe conta também com o auxílio de técnicos em vídeos que escolhem os melhores ângulos do lance duvidoso para o replay da jogada. Em uma das margens do gramado, o juiz principal poderá rever o lance em um monitor de TV e tomar a sua decisão.

De acordo com a Fifa, o VAR poderá ser utilizado somente em lances decisivos do jogo que não ficaram claros para o árbitro e seus assistentes às margens do campo. Por exemplo, para definir se num lance de gol houve alguma irregularidade; para ter convicção na marcação de uma penalidade máxima; e na identificação de um atleta que tenha cometido uma falta grave.

Segundo a entidade, cabe ao árbitro central solicitar a revisão de um lance. Nesse caso, ele coloca uma das mãos sobre o ouvido para indicar que está consultando o VAR. Se ele entender que precisa revisar a jogada que ocasionou a dúvida, ele faz um gesto com as duas mãos desenhando um retângulo. Ele pode definir o lance apenas com as informações dos auxiliares de vídeo ou consultando o monitor à margem do gramado formar a sua convicção do lance.

Na primeira partida da Copa do Mundo, entre a Rússia e Arábia Saudita, vencida pela equipe russa por 5 x 0, nessa quinta-feira (14), o juiz central do jogo, o argentino Néstor Pitana, em nenhum momento o VAR precisou ser utilizado. Na quarta-feira (13), o ex-árbitro brasileiro Wilson Seneme, membro do Comitê de Arbitragem da Fifa, esteve na concentração do Brasil, em Sochi, onde fez palestra para os jogadores da seleção brasileira sobre o árbitro de vídeo.

Futebol Americano

Novidade no futebol, o VAR já é utilizado desde a década de 1980 na NFL, a liga de futebol americano dos Estados Unidos. Lá, todas as jogadas de pontuação, duvidosas ou não, são revisadas no vídeo. Além disso, os árbitros podem tirar a dúvida em outros lances, como aqueles em que a posse de bola muda de time ou para saberem se a bola tocou ou não o chão antes que um jogador a agarrasse.

O árbitro de vídeo também é acionado quando um dos técnicos desafia uma marcação de campo. Quando acontece a revisão, o árbitro vai para uma pequena cabine na lateral do campo e assiste a jogada. Nesse momento, nenhum jogador se aproxima dele. A torcida também assiste no telão ao replay da jogada. Não são raras as mudanças na marcação de campo.

Fonte: Rede TV! via portalodia.com

Entenda o que é o árbitro de vídeo usado em jogos da Copa


Uma das imagens mais marcantes da Copa de 2014 foi a do torcedor gaúcho Clóvis Acosta Fernandes, que segurava uma réplica da taça e chorava pela derrota humilhante do Brasil para a Alemanha. O porto-alegrense morreu, em 2016, vítima de câncer.

Contudo, os filhos dele, Gustavo, 33 anos, e Frank Damasceno, 39, foram assistir aos jogos na Rússia em homenagem ao pai. Além disso, os irmãos levaram o tradicional chapéu que Clóvis usava nos jogos e a taça que ele carregava.

De acordo com o Metrópoles, Clóvis acompanhou a Seleção Brasileira desde a a Copa da Itália, em 1990. O último torneio em que esteve foi o 7 x 1 no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte. 

(Fotos: Internet) via DM

Após torcedor símbolo perder luta contra o câncer, filhos vão à Copa da Rússia homenageá-lo

O câncer de testículo ainda está entre os menos frequentes nos homens. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), é considerado tipo raro. Estima-se que aproximadamente três ou cinco homens para cada grupo de 100 mil desenvolvam a doença. Apesar disso, é um dos principais cânceres de órgão sólido que acometem o sexo masculino.

O Prof. do Curso de Medicina e Urologista do Hospital Universitário (HU), Helder Damásio, descreve como o câncer de testículo geralmente se manifesta: “Classicamente o câncer de testículo se apresenta com um nódulo ou massa testicular indolores. Então, o paciente, ou familiar do paciente, percebe um aumento escrotal.”. Os picos de incidência desse tipo de câncer encontram-se nos homens em idade produtiva, entre 15 e 25 anos, podendo acometer, no geral, homens de até 50 anos de idade.

Dentre os fatores de risco para o câncer de testículo estão: histórico familiar e lesões e traumas na bolsa escrotal. O principal, porém, são os casos de criptorquidia, como destaca o Urologista Helder Damásio: “O fator de risco principal para tumor de testículo são aqueles pacientes em que o testículo não se localiza na bolsa, que é o que nós chamamos de testículo criptorquídico ou testículo não descido, levando o paciente a ter um risco trinta vezes maior de desenvolver o câncer.”, afirma.

Para a prevenção ou diagnóstico precoces, o autoexame é o mais recomendável e eficaz. A avaliação da região escrotal pode e deve ser feita pelo toque, diariamente. Também é importante observar se o homem apresenta desenvolvimento hormonal precoce, o que pode oferecer risco para o surgimento do câncer. Após a detecção de qualquer sinal, um especialista deve ser consultado.

Uma vez diagnosticada a doença, deve ser estabelecido o tratamento, que pode ser realizado de várias maneiras. “A complementação com tratamento cirúrgico vai depender do tipo e do estágio. A complementação é feita basicamente por quimioterapia, podendo também ser associada radioterapia para alguns casos.”, destaca o Prof. Helder.

Além de ser um dos cânceres masculinos mais raros, o câncer de testículo é altamente curável, com taxas de cura acima de 90%, mesmo em estágios mais avançados. No Piauí, o tratamento contra o câncer de testículo é oferecido gratuitamente pelo Hospital Universitário, instituição 100% pública. 

Fonte: UFPI via ProParnaiba.com

Câncer de testículo atinge principalmente homens jovens

Seguidores

Acessos

Postagens