Jorge Murad, Luiz Carlos Cantanhede e Roseana Sarney: ligações perigosas


O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) instaurou procedimento para investigar o processo licitatório realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral no Maranhão (TRE/MA) para gestão das urnas eletrônicas nas eleições de 2014, que teve como vencedor a empresa Atlântica Serviços Gerais Ltda.

No intuito de esclarecer os fatos e apurar as denúncias noticiadas na imprensa, o procurador da República José Raimundo Leite Filho informou ao TRE/MA que instaurou o procedimento e pediu cópia integral do processo licitatório e do contrato administrativo que atribuiu à empresa Atlântica a gestão das urnas eletrônicas no Maranhão. E, ainda, notificou a empresa para que, no prazo de dez dias, se manifeste sobre a denúncia.

A Atlântica é de propriedade de Luiz Carlos Cantanhede, amigo pessoal da família Sarney. Em 2002, quando Roseana era pré-candidata à Presidência pelo então PFL e a uma operação da Polícia Federal encontrou R$ 1,3 milhão na empresa Lunus, de Jorge Murad e Roseana Sarney, ele forneceu uma das oito versões para a origem do dinheiro.
claudiobarcelos


O diretor da Casa de Detenção (Cadet) de Pedrinhas, unidade prisional que faz parte do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, foi liberado por conta de uma revogação de Prisão Preventiva. Cláudio Henrique Bezerra Barcelos, de 45 anos, que foi preso por facilitar a fuga de presos do estabelecimento prisional que era diretor, na última segunda-feira (15), após investigações da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), sobre a saída de presos auxiliados com Alvarás de Solturas falsificados, foi liberado na terça, ou seja, passou apenas um dia preso no Quartel Central da Polícia Militar.

A liberação dos detentos teria custado cerca de R$ 350 mil. As investigações também mostraram que Cláudio conversava com os detentos fora da cadeia e ainda pedia para eles retornarem para a Cadet em dias de recontagem de presos. Cláudio confessou o crime, que teria beneficiado cerca de dez detentos.

Em uma das liberações, uma quadrilha inteira de assaltantes de banco saiu pela porta da frente do presídio.
imagem ilustrativa

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) proibiu na manhã desta quinta (18) a divulgação da pesquisa contratada pela TV Difusora de Edinho Lobão. A pesquisa, cujo instituto contratado não possui sequer sede, foi encomendada pela emissora pertencente ao candidato do grupo Sarney, que se mantém em segundo lugar e muito atrás do primeiro colocado, Flávio Dino.

A praticamente 15 dias da eleição e sem conseguir convencer o eleitor maranhense, Edinho Lobão resolveu contratar uma pesquisa do instituto Prever – o mesmo que em 2012 “previu” a vitória de João Castelo para a prefeitura de São Luís.

A responsável pela impugnação da pesquisa foi a coligação “Unidos pelo Brasil”, da candidata Marina Silva (PSB). Após a analisar os dados da pesquisa, o Tribunal Superior Eleitoral avaliou que havia irregularidades no registro da pesquisa.
Governadora Roseana Sarney


Há uma crise rolando nos bastidores entre a governadora do Maranhão, Roseana Sarney, e o seu irmão, empresário Fernando Sarney.

Fontes fidedignas do Blog do Luis Pablo, confirmaram que eles estão rompidos, após a determinação da governadora para seus secretários não atenderem mais os pedidos de seu irmão.

O pior é que o Blog apurou e descobriu, que tem secretário resolvendo os problemas de Fernando por debaixo dos panos.

Aos mais próximos, Roseana disse que o irmão anda fazendo “coisas” que poderá lhe complicar futuramente. “Ela [Roseana] avisou para os secretários não caírem no papo de Fernando”,disse uma fonte ao Blog.

Como todos sabem, a sede do empresário Fernando Sarney dentro do governo é grande. E quem realmente manda e desmanda de forma silenciosa é Jorge Murad. E aos gritos o seu irmão Ricardo.


O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE) desaprovou, em Sessão Plenária realizada nesta quarta-feira (17), as contas apresentadas por João José Gonçalves de Souza Lima, ex-prefeito de Maracaçumé, relativas ao exercício financeiro de 2008.

Entre as diversas irregularidades identificadas pelos auditores do TCE que motivaram a desaprovação das contas encontram-se: não realização de processos licitatórios; ausência de Lei que regulamente a contratação temporária de servidores; ausência de demonstrativos referentes a Encargos Sociais; não apresentação dos balanços contábeis e balancetes de verificação e ausência de Lei que trata do subsídio do Prefeito.

João José Gonçalves de Souza Lima, ‘João do Povo’, foi condenado a devolver aos cofres públicos a quantia de R$ 12.132.621,00 e multas que totalizam R$ 1.544.461,00.

Na mesma sessão foram desaprovadas também as contas de Francisco Flávio Lima Furtado (Duque Bacelar/2009), com débitos de R$ 148.359,00 e multas de R$ 43.435,00; Haroldo Euvaldo Brito Leda (Lago do Junco/2010); Marconi Bimba Carvalho de Aquino (Rosário/2011); Miguel Rodrigues Fernandes (Vargem Grande/2009) e Sérgio Ricardo de Albuquerque Bogea (Primeira Cruz/2009).

José Venâncio Correa Filho (Bacabeira/2009) teve suas contas aprovadas com ressalvas.

Entre as Câmaras Municipais, foram julgadas irregulares as contas de Valdenir Lima (Bela Vista do Maranhão/2010), com débito de R$ 23.996,82 e multas de R$ 23.855,00 e Washington Carlos Melo Carvalho (Santo Amaro do Maranhão/2011), com débito de R$ 11.079,06 e multas de R$ 46.670,00.

As informações são do TCE-MA / Via Blog do Luis Cardoso
Investigação foi aberta após prisão de servidora acusada da prática de irregularidades na folha de pagamento do Poder Judiciário
Investigação foi aberta após prisão de servidora acusada da prática de irregularidades na folha de pagamento do Poder Judiciário
O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) decidiu instaurar Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra a servidora Claudia Maria da Rocha Rosa, acusada da prática de irregularidades na folha de pagamento do Poder Judiciário. A decisão, da presidente da corte, desembargadora Cleonice Freire, foi aprovada por unanimidade na sessão administrativa desta quarta-feira (17).

Na abertura da sessão, a desembargadora comunicou a abertura do PAD e o afastamento preventivo da servidora do cargo efetivo de auxiliar judiciário, enquanto responder ao processo que irá apurar, no âmbito do Judiciário, a responsabilidade pelas irregularidades verificadas na folha de pagamento.

A desembargadora submeteu a decisão pelo afastamento da servidora das funções à apreciação do órgão especial, sendo seguida à unanimidade dos desembargadores presentes. E designou à desembargadora Anildes Cruz, vice-presidente, a condução do processo investigatório.

Conforme o Estatuto dos Servidores Públicos Civis, a autoridade instauradora do procedimento disciplinar poderá ordenar o afastamento do servidor do cargo como medida cautelar – sem prejuízo de sua remuneração-, a fim de que não venha a influir na apuração da irregularidade.

FRAUDE – a servidora Cláudia Rosa foi exonerada do cargo em comissão de chefe da Divisão da Folha de Pagamento no dia 11 de setembro, pela presidente Cleonice Freire, após constatada a prática de adulteração dos valores dos seus vencimentos no sistema de processamento da folha de pessoal do Judiciário.


Fonte: Tribunal de Justiça do Maranhão / Via Blog de Daniel Matos

Familiares juntamente com pescadores encontraram o corpo na noite dessa quarta-feira. (Foto: Kairo Amaral)
Familiares juntamente com pescadores encontraram o corpo na noite
dessa quarta-feira. (Foto: Kairo Amaral) 


O corpo de Valdir Sousa Costa, de 33 anos, mais conhecido como “Cupim”, foi encontrado na noite desta quarta-feira (17/09) por volta das 19h na Rua Companheiro José Alfredo, no Bairro Canta Galo em Parnaíba, nas proximidades da AGREVE. Segundo informações, o homem morreu após se afogar no Rio Igaraçu por volta das 14h de terça-feira (16).

De acordo com a Polícia, o homem trabalhava como “flanelinha”, vigiando carros na área do Complexo Turístico Porto das Barcas, no Centro de Parnaíba. Uma cunhada da vítima, de nome Lúcia Silva, informou que um pedestre estava atravessando a Ponte Simplício Dias da Silva quando um boné caiu no rio. Valdir estava próximo ao local e se ofereceu para resgatar o boné cobrando o valor de R$ 2,00 (dois reais). Após mergulhar na água para pegar o objeto, “Cupim” teve uma crise de epilepsia e acabou se afogando.

Após sentirem falta de Valdir, os familiares começaram a procurá-lo por toda a extensão do Rio Igaraçu. O corpo do homem só foi encontrado nesta quarta-feira (17), com o auxílio de um pescador. “Quero saber como vai ficar a situação do corpo, pois recebi a informação de que as geladeiras do IML não estão funcionando. Estamos lutando desde ontem para encontrar o corpo e não queremos mais que este sofrimento continue”, disse a doméstica, Lúcia Silva.

“A família conta que ele pulou no rio para resgatar um boné por dois reais. Durante o trajeto, ele não aguentou, começou a se debater na água e morreu afogado. Iremos averiguar a situação, pois queremos saber o porquê o fato do desaparecimento da vítima não foi informado para a Polícia. A família registrou um boletim de ocorrência, mas ninguém informou à Polícia sobre o fato no momento em que aconteceu. Mas esta investigação ficará a cargo da Polícia Civil”, revelou a Tenente Rutinéia Freitas.

Uma equipe do Instituto Médico Legal foi acionada e esteve no local realizando a remoção do corpo para o posto avançado do IML de Parnaíba, localizado no Bairro Frei Higino. Valdir Costa residia na Rua Projetada 119, na Fazendinha, no Bairro Ilha Grande de Santa Isabel, em Parnaíba. Segundo a Polícia, a vítima costumava furtar para custear o seu vício com as drogas.
corpo_flanelinha02


O juiz federal Igor Matos Araújo determinou que fosse concedida liberdade provisória ao preso, mediante o pagamento de fiança no valor de 10 salários mínimos. Na delegacia de Barreiras (BA), de acordo com o agente Josemar Correia, não se sabe onde o preso arrumou o dinheiro para pagar a fiança. Sabe-se, apenas, que ela foi paga e o preso foi liberado.

Motorista do veículo apresentou habilitação falsificada

A decisão da Justiça Federal da Bahia, datada do dia 12 de setembro, foi assinada com determinação de urgência em seu cumprimento. E mais este mistério – de onde veio o dinheiro da fiança – se apresenta neste caso polêmico.


Um homem identificado como Valdir Freitas, de 44 anos foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (18), no município Nova Santa Rita, sul do Piauí. O agricultor é acusado de estuprar a sobrinha de 12 anos e de manter a filha de 13 anos refém sob a mira de um revolver.

Valdir Freitas estava foragido após cometer o crime contra as adolescentes na última segunda-feira (15), no povoado Cacimbas, zona rural de Nova Santa Rita. Exames comprovaram que ele estuprou a sobrinha de apenas 12 anos de idade. 

Segundo a polícia, o acusado teria obrigado a filha a escrever uma carta a avó da menina, onde ele diz que ia violentar a filha e a sobrinha e depois ia cometer suicídio. 

O corpo de Valdir Freitas foi encontrado por vizinhos na sua própria residência que acionaram a polícia.