Resultado de imagem para imagem do satélite c3
imagem ilustrativa

O StarOne C3, é a sessação do momento, com mais de 100 canais digitais e HD, do território brasileiro, já é o satélite mais procurado pelos usuários da TV aberta. Lançado com sucesso ao espaço no dia 10 de novembro de 2012, às 21:05 UTC, por meio de veículoAriane ECA a partir da do Centro Espacial de Kourou, na Guiana Francesa, juntamente com o satélite Eutelsat 21B. Ele tinha uma massa de lançamento de 3.227 kg. Lembramos ainda, que o satélite B4, era o satélite mais procurado e o que tinha maior numero de canais digitais e HD dos estados brasileiro, estando agora com apenas 29 canais. A maioria dos canais do B4 e alguns do C1, já migraram para o C3.

O StarOne C2, continua sendo ainda o único que tem canais analógicos, com canais digitais e HD, estando com 82 canais.

O StarOne C3 é um satélite de comunicação geoestacionário brasileiro, que foi construído pela Orbital Sciences Corporation, ele está localizado na posição orbital de 75 graus de longitude oeste e é operado pela Embratel Star One, uma empresa subsidiária da Embratel. O satélite foi baseado na plataforma Star-2. Bus e sua expectativa de vida útil é de 15 anos.

O satélite artificial de comunicação que pertence à empresa Star One, empresa subsidiária da Embratel. Recebeu investimentos de US$ 260 milhões para sua construção e cobre todo o território brasileiro, América do Sul (com destaque para Colômbia, Peru, Bolívia e Equador) e Flórida.

O satélite StarOne C3 foi encomendado pela Star One SA, em março de 2010, o mesmo leva uma carga híbrida e atualmente está localizado em um slot orbital de 75 graus de longitude oeste. O satélite leva 28 transponders debanda C ativos para a cobertura da América do Sul, e 16 transponders em banda Ku, com seis canais comutável para fazer cobertura entre o Brasil e a região andina. O StarOne C3 gera cerca de cinco quilowatts de potência de carga e conta com dois refletores de 2,3 metros destacável e uma antena de terra deck-mounted de 1,4 metros.

O StarOne C3 substituiu o satélite BrasilSat B3 na banda C, que operava na posição orbital de 75 graus oeste, desde agosto de 2008.





Ao todo, 140 policiais civis e rodoviários federais atuam na operação.(Imagem:Divulgação/Polícia Civil-PI)
Ao todo, 140 policiais civis e rodoviários federais atuam na operação.



Uma operação conjunta realizada pela Polícia Civil do Piauí em parceria com as Polícias Civil e Rodoviária Federal do Maranhão foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (26). A polícia informou que o objetivo é desarticular uma quadrilha especializada na receptação e adulteração de veículos que são roubados no Piauí e levados para o estado vizinho.

Quatro pessoas já foram conduzidas para a delegacia da cidade de Codó, no Maranhão. Ao todo a operação envolve 140 policiais, sendo 50 civis do Piauí, 40 do Maranhão e 50 policiais rodoviários federais maranhenses.

De acordo com o delegado geral do Piauí Riedel Batista, dez mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos no estado vizinho. Batista explicou que a operação ocorre no Maranhão, mas que a ação parte da polícia do Piauí. Ainda não há informações sobre a quantidade de veículos roubados pela quadrilha.

"Nós temos informações de que veículos roubados aqui no Piauí são levados para o Maranhão. Então estamos investigando essas pessoas que atuam na receptação desses carros", falou o delegado. De acordo com ele, o foco da operação são os receptadores que atuam em solo maranhense. A operação seguirá durante toda esta quinta-feira e mais pessoas devem ser detidas.



Dempregado, o pedófilo de 39 anos viu na internet uma forma fácil de chegar às vítimas. Através do Facebook, fingia ser um adolescente e escolhia só meninas, dos 11 aos 14 anos. Convencia-as a despirem-se em frente à câmara do computador e a masturbarem- -se. Há dezenas de vítimas por todo o País. Foi detido em Paredes de Coura, pela PJ, e ontem levado ao Tribunal de Gaia, mas acabou por ser libertado. O predador, casado mas sem filhos, que reside em Paredes de Coura, fazia-se passar por um jovem de 17 anos. Tem milhares de imagens guardadas no computador, já apreendido, e que agora vão ser alvo de perícias para a PJ perceber se partilhou os conteúdos na internet. Só num dia contactou com 30 crianças. Há pelo menos dois anos que o pedófilo, que foi envernizador de madeiras, usava o Facebook para procurar vítimas. Depois de ganhar a confiança das meninas, convencia-as a despirem-se e a masturbarem-se para a webcam, ao mesmo tempo que realizava atos sexuais. O alerta foi dado pela mãe de uma menina de 10 anos de Gaia.


Um adolescente de 13 anos de idade identificado como José Alef foi executado na tarde desta quinta-feira (26), na rua da Fé, na comunidade Barreiros, em Felipe Camarão. Segundo a polícia a vítima foi abordada por um único atirador que efetuou três disparos na cabeça de José. O crime foi registrado às 17h, de acordo com testemunhas, que preferiram não ser identificadas, a vítima estava conversando com outro adolescente quando o suspeito chegou a pé e de cara limpa, ocorreram quatro disparos, mas apenas três atingiram José.

O sargento Melo da Polícia Militar relatou a reportagem do Portal BO que as equipes do 9º batalhão realizaram diligências no bairro logo após o assassinato, mas o suspeito conseguiu escapar. “Estamos tentando encontrar pistas que nos leve ao atirador e em seguida entregaremos esse informes aos agentes da Dehom”, disse. O policial ainda informou que desconhece a motivação para o fato e que deixaria isso para os investigadores da Polícia Civil.

Os familiares do adolescente não quiseram coversar com a reportagem, apenas pediram justiça. O copo de José Alef foi conduzido ao Instituto Técnico e Científico de Polícia, o bairro Ribeira onde será necropsiado e em seguida liberado para o sepultamento. O crime será investigado pela Delegacia Especializada de Homicídio.

LEIA MAIS...
Dehom prende suspeitos de matar adolescente em Felipe Camarão

Único congressista homossexual assumido vê oportunismo em posição do presidente da Câmara de que parceiro de deputado gay também poderá voar com cota parlamentar


Único parlamentar homossexual assumido, o deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) chamou o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de “cínico” e “oportunista” ao estender aos deputados gays o direito de transportar com verba parlamentar cônjuges, a exemplo dos heterossexuais. “Eduardo Cunha, raposa ladina da política, é capaz – para limpar sua barra e ter uma trégua da enxurrada de críticas – de reconhecer a existência de casais homoafetivos e a validade da união estável homoafetiva, realidades que, antes e em outros momentos, ele nega e ataca”, escreveu o deputado em sua página no Facebook.

Em entrevista nesta quinta-feira (26), Eduardo Cunha disse que os critérios utilizados pela Câmara para liberar o transporte aéreo de esposas ou maridos de parlamentares é o mesmo adotado pelo Ministério das Relações Exteriores para a concessão do passaporte diplomático. Ou seja, na prática, vale o reconhecimento da união do casal em cartório – independentemente do sexo das pessoas. “A gente estabeleceu o seguinte critério: é o mesmo que o utilizado pelo Itamaraty para concessão de passaporte diplomático. Tem de ser registrado em cartório”, declarou.

Jean Wyllys, assim como a bancada de seu partido, o Psol, abriu mão do benefício. Também lideranças do PPS e do PSDB anunciaram que seus parlamentares não recorrerão ao expediente. Segundo Jean, com a liberação da cota aérea para esposas dos parlamentares, Eduardo Cunha cumpriu mais um de seus compromissos com a bancada evangélica, que o ajudou na eleição para a presidência da Casa.

“Ainda que Cunha agora seja capaz de imaginar uma bancada de parlamentares gays e lésbicas, o benefício foi criado para atender principalmente à bancada evangélica. Que ele não tente pôr em minha conta – já que sou o único gay assumido – esse descalabro! Não nos esqueçamos de que Cunha é autor de projetos de lei contrários à cidadania e à dignidade LGBT”, protestou Jean Wyllys.

Heterofobia

Evangélico, Eduardo Cunha acelerou a discussão do projeto de lei que, na prática, impede a adoção de crianças por casais gays ao reconhecer exclusivamente como família a união entre um homem e uma mulher. Trata-se do chamado Estatuto da Família. O deputado desarquivou este ano dois projetos de sua autoria em provocação aos homossexuais – um que institui o Dia do Orgulho Heterossexual e outro que torna crime a discriminação de heterossexuais, a “heterofobia”, em alusão à homofobia.

Desde 2009, quando o Congresso em Foco revelou a chamada “farra das passagens”, a Câmara proibiu que parlamentares transportassem parentes, amigos e cabos eleitorais com verba da Casa. O site mostrou, na época, que o benefício público era utilizado por deputados para fazer turismo internacional e nacional com familiares. Por ato da Mesa, a cota ficou restrita ao parlamentar e a assessor em viagem de trabalho. Mas atendendo a um compromisso de campanha, Eduardo Cunha propôs e a Mesa Diretora aprovou a liberação do benefício para cônjuges. A Mesa também aprovou um “pacote de bondades” para deputados, elevando o valor da verba de gabinete, do auxílio-moradia e do próprio cotão.

Veja a íntegra do comentário de Jean no Facebook:

“De Jean Wyllys, no Facebook:

Diante da repercussão negativa em relação à sua decisão de garantir, a cônjuges de deputados e deputadas, o direito a passagens aéreas custeadas pela Câmara Federal, Eduardo Cunha, raposa ladina da política, é capaz – para limpar sua barra e ter uma trégua da enxurrada de críticas – de reconhecer a existência de casais homoafetivos e a validade da união estável homoafetiva, realidades que, antes e em outros momentos, ele nega e ataca.

Cunha fez esse reconhecimento indireto ao dizer, à imprensa, que o benefício (o custeio das passagens áreas pela Câmara Federal) se estende aos “cônjuges dos deputados gays” da casa (http://goo.gl/zJPb8M).

Ora, essa declaração não poderia ser mais cínica e oportunista! Não há nenhum outro deputado gay além de mim na Câmara Federal e não há nenhuma deputada lésbica (claro que os que estão no armário não contam, pois, para fim de reconhecimento, é preciso visibilidade). E eu – único parlamentar homossexual assumido da casa – ABRI MÃO DESSE BENEFÍCIO antes mesmo de Cunha dar sua declaração à imprensa (http://glo.bo/1DWz5t6).

O que ele pretende com esse oportunista reconhecimento da cidadania LGBT é esconder o fato de que a reivindicação pelo custeio das passagens áreas de cônjuges de deputados e deputadas veio da bancada evangélica, que condicionou seu apoio à eleição de Cunha pra presidência da Câmara ao atendimento dessa reivindicação.

Portanto, ainda que Cunha agora seja capaz de imaginar uma bancada de parlamentares gays e lésbicas, o benefício foi criado para atender principalmente à bancada evangélica. Que ele não tente pôr em minha conta – já que sou o único gay assumido – esse descalabro! Não nos esqueçamos de que Cunha é autor de projetos de lei contrários à cidadania e à dignidade LGBT.”
Paulo José Ferreira Lima “Paulinho” foi preso em flagrante após cometer
golpe em cliente de banco

A polícia militar prendeu na manhã de sábado, 21, Paulo José Lima, vulgo “Paulinho”, após aplicar golpe de estelionato em um cliente do Banco do Bradesco. Segundo a vítima, ela estava realizando um saque no valor de 550 reais quando foi abordado por Paulo que ficou insistindo para ajudá-lo a também realizar a operação no caixa eletrônico.

A vítima conta que já havia solicitado o saque, mas que Paulo acabou chamado mais uma vez a atenção da vítima que acabou sendo ludibriado enquanto Paulo pegava a quantia sacada pela vitima.

A polícia militar foi acionada e conseguiu prender Paulo no Mercado Central, ele já tinha sido mobilizado por populares. O valor furtado pelo golpista foi recuperado e devolvido à vítima. Paulo José está preso na Delegacia Regional à disposição da justiça.
Acusado ainda vestido de mulher da Central de Flagrantes
Acusado ainda vestido de mulher da Central de Flagrantes (Foto: MN)
Piauihoje

Um homem identificado como Gilson Silva de Sousa, de 28 anos, acusado de assalto, foi preso embaixo de sua cama em sua residência, na Vila Inferninho, no bairro São Joaquim, na zona norte de Teresina. A prisão foi feita por policiais da Força Tática do 9º Batalhão da Polícia Militar.

O sargento Oliveira, do 9º Batlhão da Polícia Militar, afirmou que Gilson Silva já era foragido. “Ele foi localizado debaixo da cama em sua residência, com roupa de mulher e uma peruca. Ao chegarmos lá, ele tentou escapar, mas conseguimos prendê-lo. Gílson estava na região de Belém do Pará e era considerado foragido e contou que veio para Teresina a passeio. Afirmou que estava se escondendo por está com medo e,se estava com medo, obviamente está devendo”, afirmou.

Os soldados Bezerra e Josemar, do 9º Batalhão da Polícia Militar, afirmaram que a tática utilizada por Gilson é para tentar ludibriar a polícia. “É uma arte que encontram para tentar ludibriar a polícia. Além disso, já vinha sendo utilizada por ele”, disse o soldado Bezerra.

“Foi a primeira vez que nos deparamos com uma situação dessa, embora seja muito utilizada por elementos que tentam escapar da polícia”, afirmou Josemar.




O grupo Estado Islâmico (EI) divulgou neste domingo (22) um vídeo no qual expõe em jaulas homens apresentados como peshmergas, com ameaças contra os combatentes curdos iraquianos que declararam guerra aos violentos jihadistas.

A notícia do vídeo, divulgada pelo centro americano de vigilância de sites islamita (SITE), recorda a do piloto jordaniano queimado vivo em uma jaula, segundo imagens divulgadas pelo grupo em 3 de fevereiro.

O vídeo divulgado neste domingo não mostra execuções mas os 21 reféns se apresentam como 16 peshmergas, dois oficiais do exército iraquiano e três policiais de Kirkuk, cidade que fica 240 km ao norte de Bagdá.

Estado Islâmico divulga vídeo com 21 homens em jaulas (Foto: Reprodução)

As imagens não mencionam local ou data, mas fontes curdas afirmaram à AFP que as cenas foram feitas há uma semana no principal mercado do distrito de Hawija, sob controle do EI, que fica a 50 km de Kirkuk.

A edição mostra os 21 reféns vestidos com o habitual macacão de cor laranja e de cabeça abaixada. Eles são levados para jaulas situadas em uma praça cercada de muros de cimento, diante de combatentes encapuzados do EI armados com pistolas.

Um homem de barba e turbante branco envia uma mensagem aos peshmergas, que segundo ele devem interromper os combates contra o EI.

“Em caso contrário, seu destino será como os destes, dentro das jaulas ou debaixo da terra”, adverte.

Depois, os reféns, em jaulas, são transportados em veículos por uma rua, em meio a dezenas de habitantes e homens armados.

O vídeo não contém ameaças explícitas contra os reféns, mas estes são mostrados no fim de joelhos. Atrás deles, um homem encapuzado exibe uma arma.

As imagens estão misturadas com as da execução do piloto jordaniano Maaz al-Kasasbeh e as de 21 reféns coptas na Líbia, em 15 de fevereiro.

Um comandante dos peshmergas em Kirkuk, o general Hiyowa Rach, afirmou à AFP que os peshmergas reféns foram capturados em 31 de janeiro, “quando os combatentes curdos evitaram um ataque terrorista do EI contra Kirkuk”.

O EI controla desde junho de 2014 amplos territórios no norte e oeste do Iraque e executou uma ofensiva no fim de janeiro contra esta cidade petroleira, onde os peshmergas estão desde a retirada das tropas iraquianas um mês antes.

O veículo foi carregado com tijolos preenchidos com maconha. EFE/Fernando Bizerra Jr


Aproximadamente 10 toneladas de maconha provenientes do Paraguai foram confiscadas nesta sexta-feira pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que interceptou um caminhão que simulava transportar milho na Grande São Paulo.

A PRF informou que o motorista do caminhão foi presos e a carga confiscada durante um procedimento de rotina em Itapecerica da Serra.

Segundo a polícia, o caminhão tinha placa de Foz de Iguaçu, no Paraná. O veículo foi carregado com tijolos preenchidos com maconha colocados debaixo das sacas de milho.

A droga, de acordo com a PRF, é procedente do Paraguai, por isso o homem que dirigia o caminhão foi acusado de tráfico internacional de drogas.

Segundo a polícia, caso seja confirmado que a apreensão foi de 10 toneladas de maconha, esta será a maior operação deste tipo no estado de São Paulo, que em 2014 confiscou 12,8 toneladas dessa da droga.