foto Blog Folha de SJB-MA


O caso do empresário "Albino", natural da cidade de são João Batista-ma, vem tomando repercussão a nível Estadual. há poucos instantes o caso foi comentado em um programa de uma emissora Estadual de grande audiência. O empresário está desaparecido deste domingo (14).
video
imagens TV Difusora

Um grave acidente ocorrido no final da tarde de ontem (15) no quilômetro 380 da BR-135 deixou quatro pessoas da mesma família mortas. A colisão frontal envolveu um carro Sedan modelo Renault Clio de placa DXR-3637, de São Paulo, e uma carreta.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, as quatro vítimas fatais estavam no carro. “Se tratam de um casal e suas duas netas. Eles teriam deixado São Paulo com destino à cidade de Remanso, na Bahia”, afirma o inspetor Fabrício Loiola, da PRF. O condutor da carreta sofreu ferimentos graves e foi encaminhado para um hospital da região.

Os policiais rodoviários continuam no local trabalhando no resgate das vítimas fatais. Nenhum nome foi divulgado ainda pela PRF.

Foto: Via WhatsApp


Quatro pessoas de uma mesma família, morreram na tarde de hoje (16) durante uma colisão frontal entre um caminhão e um carro na GO-010, na cidade de Cristalina, no Entorno do Distrito Federal (DF).

A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) informou que no carro estavam um sargento do Corpo de Bombeiros do DF (CB-DF), a mulher do mesmo e as duas filhas do casal, de 8 e 5 anos cada. Três dos ocupantes do veículo morreram na hora, uma das meninas chegou a ser socorrida pelo CB, mas morreu no caminho para o hospital.

O tráfego no local ficou em meia pista; já que a outra metade foi interditada devido o acidente. A PRE afirmou que não há informações sobre o que causou o acidente. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados.




O jovem Evandro Mendes Nonato Júnior, 21 anos, foi preso por volta das 15h desta terça-feira (16/12) momentos depois de ter passava pela BR-343 em frente à delegacia de Polícia Rodoviária Federal, carregando vários objetos, no Bairro Floriópolis, em Parnaíba.

Tudo aconteceu quando o senhor Itamar Araújo, 42 anos, mais conhecido “Big Boy”, estava na delegacia da PRF e viu Evandro, juntamente com outra pessoa, carregando vários objetos. Segundo Itamar aquele jovem, o Júnior, foi quem entrou três vezes em sua casa e realizou furtos. Ele entrava por um vitrô basculante. Diante disso, ele resolveu acionar a Polícia Militar.

Em seguida, uma guarnição, comandada pelo sargento Jesus Carvalho, foi até o local para prender o principal suspeito. Envandro tentou fugir; mas seu companheiro disse onde ele estava. O Serviço Reservado da PM foi até o Bairro João XXIII e auxiliou na prisão de Evandro Júnior.

Foram aprendidos materiais hidráulicos para construção, dois capacetes de construção civil, um capacete de motociclista, um cobogó de concreto e um botijão de gás. O senhor Itamar disse que Evandro de fato foi quem efetuou os furtos em sua residência, pois tem imagens das câmeras. Os policiais ainda tentaram capturar mais três suspeitos; mas não conseguiram. Eles foram identificados como “Siri” e “Puxa”. Evandro Mendes Nonato Júnior foi recolhido a uma cela da Central de Flagrantes e o outro foi liberado já que estava levando somente um cobogó e não teve participação nos furtos contra Itamar.


page.jpgNo município de Bocaina, Sul do Piauí, um caso de doença rara, vem chamando atenção na cidade e em todo o estado. A pequena Emilly Vitória, de 2 anos, foi diagnosticada com a doença dos ‘Ossos de Vidro’, cientificamente nomeada como Osteogênese imperfeita (doença de Lobstein ou doença de Ekman-Lostein).

A doença é uma condição rara do tecido conjuntivo, de caráter genético e hereditário, que afeta aproximadamente uma em cada 20 mil pessoas.

A principal característica é a fragilidade dos ossos que quebram com enorme facilidade. A osteogênese imperfeita (OI) pode ser congênita e afetar o feto que sofre fraturas ainda no útero materno e apresenta deformidades graves ao nascer. Ou, então, as fraturas patológicas e recorrentes, muitas vezes espontâneas, ocorrem depois do nascimento, o que é característico da osteogênese imperfeita tardia.

Os pais da Emilly, Cleonice Vieira da Silva e Judivan Afonso de Sousa Brito, necessitam de ajuda, já que a criança, possui várias limitações e segundo a mãe precisa ficar sempre nos braços ou deitada em descanso.

Foi em outubro de 2013, que o diagnóstico aconteceu, quando ao abaixar-se, Emilly teve a coxa quebrada. A família gora precisa fazer o tratamento da criança a base de remédios diários, e a cada três meses, com a aplicação de uma medicação injetável que custa R$ 1 mil.

Em tentativa de conseguir o medicamento, a mãe de Emilly, afirma já deu entrada com um processo na Defensoria Pública, para conseguir a medicação com ordem judicial.

Enquanto isso, a saída da família tem sido recorrer a doações e ajuda de amigos e familiares, para que Emilly seja tratada de forma segura e eficaz.

Os interessados em fazer doações podem entrar em contato pelo: (89) 8806 3154 / (89) 8816 1065 / ou depositando na AG: 0937-7 Conta: 0002429-5 Bando do Bradesco - Conta Corrente: Cleonice Vieira da Silva. Conceito: Osteogênese imperfeita (doença de Lobstein ou doença de Ekman-Loste.

TRATAMENTO

Ainda não existe a cura para a osteogênese imperfeita. O tratamento visa à melhor qualidade de vida e envolve equipe multidisciplinar, uma vez que o portador do distúrbio requer atendimento clínico, cirúrgico e de reabilitação fisioterápica.

O pamidronato dissódico e o ácido zoledrônico (biofosfanatos) são medicamentos que têm mostrado bons resultados para inibir a reabsorção óssea, reduzir o número de fraturas e aliviar a dor.

Outro recurso terapêutico é a cirurgia para colocação de uma haste metálica que acompanha o crescimento dos ossos e deve ser implantada por volta dos seis anos.

O SUS assume os custos do tratamento com pamidronato, que são muito altos, mas não cobre a colocação de próteses.

SHOW BENEFICENTE


A cidade Bocaina, mobilizada vai receber no próximo dia 19 de dezembro, um evento beneficente, organizado pelo Vereador Cleydson Rocha que fará um grande show para arrecadar dinheiro e ajudar a garotinha Emilly. Os ingressos custam R$5,00.




Colômbia se mantém, desde 2010, como o sétimo país do mundo em produção de minerais, atrás apenas da Austrália, Canadá, Chile, Brasil, México e Estados Unidos. No entanto, a atividade mineradora, considerada pelo governo como um dos eixos principais de crescimento da economia colombiana, continua descumprindo os convênios da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e apresentando uma série de riscos à saúde e segurança dos trabalhadores.

A mineração ilegal, que representa 60% da produção da Colômbia (em Bogotá, a maioria dos canteiros é ilegal), já causou a morte de mais de 216 pessoas (2008-2011). Só em 2014, morreram mais de 80 mineiros, incluindo a tragédia mais recente, em 30 de outubro deste ano, na mina da cidade de Amagá, Estado de Antioquia, a 240 quilômetros de Bogotá, quando 12 homens ficaram presos após a inundação de uma área de exploração.

São irregularidades graves e condições preocupantes de saúde e de trabalho, como emprego de mão de obra infantil (200 mil crianças em 2003); falta de equipes e de programas de segurança industrial; ausência de ventilação nas carvoarias; proliferação de doenças e acidentes de trabalho; ausência de engenheiros ou geólogos para dirigirem a saúde ocupacional nas minas; situação de contrabando e escravidão; crescente evasão fiscal; e sérios danos ambientais, principalmente pelo ouro e mercúrio.

O setor em números

De acordo com o Plano Nacional do Desenvolvimento (2010–2014), na Colômbia, existem mais de 14 mil unidades de produção mineradora. Durante a última década, o setor teve um crescimento médio anual de 4,5% (2,3% em 2012), com uma participação no PIB [Produto Interno Bruto] em torno de 6,7%. As exportações de minerais somaram US$ 12,8 milhões em 2012, representando 21,3% das exportações nacionais.

De acordo com dados do Setor da Mineração em Grande Escala (SMGE), a Colômbia é o primeiro produtor mundial de esmeraldas, o primeiro em produção de carbono na América Latina (e o nono no mundo) e o nono produtor mundial de níquel.

No país, são mais de 9 mil títulos inscritos no Registro Minerador Nacional, sendo alguns situados em parques nacionais e reservas indígenas. Um total de 19 mil solicitações está em curso, das quais 90% são rejeitadas pela Agência Nacional de Mineração (ANM).

A produção dos produtos da mineração concentra-se em sete dos 33 departamentos do país. O petróleo em Casanare, o carvão nos departamentos de Cesar e La Guajira, o ouro em Antioquia e Chocó, e o ferro-níquel em Córdoba.

Mineração e organizações criminosas

A mineração ilegal é suspeita de ser um veículo de lavagem de dinheiro para organizações criminosas na Colômbia. Estima-se que dos US$ 36 bilhões do dinheiro ilegal que circula no país, US$ 10 bilhões sejam oriundos da mineração ilegal. As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), o Exército de Liberação Nacional (ELN), grupos paramilitares e grupos criminosos emergentes (Bacrim) usariam também a exploração ilegal de ouro e carvão para financiarem suas atividades.

Segundo um estudo da extinta Direção Administrativa de Segurança (DAS), as Farc seriam responsáveis por extorquirem departamentos como Bolívar, Caquetá, Casanare, Cauca, Guanía, Putumayo e Tolima; já o ELN exploraria mineiros nos departamento de Bolívar, Nariño e Santander; enquanto o grupo paramilitar Bacrim atuaria nos departamentos de Antioquia, Córdoba, La Guajira e Valle del Cauca.

São comuns também extorsões, sequestros de trabalhadores, ataques às estruturas das companhias extrativistas, além de novas formas mais sofisticadas de pressão, como alianças das companhias com grupos criminosos em troca de proteção, as chamadas "campanhas de limpeza social”.

Apesar das altas cifras movimentadas pelo setor de mineração, a pobreza é uma situação contrastante nas regiões onde se pratica a mineração. O que se conclui que a geração de riquezas não é condição suficiente para garantir o desenvolvimento regional integral. É necessário que sejam geradas oportunidades adequadas para a população local superar a condição de pobreza.

De acordo com o relatório Mineração na Colômbia: Institucionalidade e território, paradoxos e conflitos, produzido pelo economista Luis Jorge Garay e apoiado pela Controladoria Geral da República, para avançar numa nova visão sobre a mineração na Colômbia, são imprescindíveis medidas, como O Estado recuperar a governança do setor minerador; um novo acordo social entre sociedade e governo, que deve ouvir as diferentes posições de políticas para o segmento; um modelo de mineração mais inclusivo; uma política extrativista com visão integral, analisando, além dos impactos ambientais, sociais e econômicos, também os impactos éticos e culturais.

Com informações de Las 2 Orillas./ Via Brasil de Fato

A ousadia dos criminosos foi comprovada mais uma vez em Itabira nessa segunda-feira, 15 de dezembro. Por volta das 14h30, em plena luz do dia, bandidos invadiram a loja da Claro, na avenida João Pinheiro, e roubaram dezenas de celulares. Bem perto da empresa existe uma câmera do Olhar Atento.

As vítimas contaram que um dos criminosos entrou primeiro e passou a negociar um aparelho como se fosse comprá-lo. Ele observou toda movimentação dentro do estabelecimento e depois foi para a porta, onde sinalizou para os comparsas. Outros dois homens, então, invadiram a loja e anunciaram o assalto. Eles estavam armados.

Enquanto um dos homens roubava os celulares no mostruário, outro pegou cerca de R$ 1 mil em dinheiro do caixa. Logo em seguida, os três criminosos deixaram o local. A Polícia Militar foi acionada e colheu as características dos autores. Toda ação foi registrada por câmeras do sistema de segurança.

A empresa calcula que o prejuízo tenha chegado a R$ 30 mil. Até o momento, ninguém foi preso.

PARA MANTER INFLAÇÃO 2014 NO LIMITE DA META, GOVERNO EMPURRA R$ 3 BILHÕES
DE DÍVIDA PARA 2015 E CONSUMIDOR TERÁ AUMENTO DE 7% NA CONTA DE LUZ

energia


A tarifa de energia do consumidor deve ter um custo extra de R$ 3 bilhões em 2015 devido às despesas que deixaram de ser pagas neste ano. O gasto diz respeito à conta que as distribuidoras terão que arcar em novembro e dezembro pela compra de energia no mercado de curto prazo. Esse gasto, somado ao aumento na tarifa de Itaipu, de 46,14%, pode levar a Aneel a avaliar a possibilidade de uma reajuste extraordinário nas contas de luz. Juntas, essas despesas devem ter um impacto de 7% nas tarifas.

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, confirmou que essa despesa deve ser repassada às tarifas no ano que vem, uma vez que não há indicativos de que o Tesouro Nacional vai cobrir esse gasto. “Vai entrar (na tarifa)”, afirmou. Segundo ele, o valor ainda não foi fixado, mas é da ordem de R$ 3 bilhões. “À medida que não foram honrados todos os compromissos, isso entra como restos a pagar. A conta já nasce deficitária e, aí, claro, que entra na composição do valor a ser considerado em 2015.”

Rufino explicou que o gasto com a compra de energia de novembro e dezembro deverá ser pago pelas distribuidoras em janeiro e fevereiro, respectivamente. Porém, as empresas serão ressarcidas apenas na data do reajuste tarifário anual, que varia entre fevereiro e dezembro. Por essa razão, algumas concessionárias podem ter que arcar com uma despesa muito alta no início do ano e somente receber o ressarcimento ao final de 2015.

Essa despesa, somada ao reajuste das tarifas de Itaipu, pode ensejar pedidos de revisão tarifária extraordinária por parte das companhias. “Pode ser que, dependendo do tamanho do impacto, as empresas não consigam administrar esse descasamento entre o custo e a receita”, afirmou. “Isso vai ser analisado caso a caso. Temos distribuidoras com uma exposição maior, mas algumas não possuem cotas de Itaipu.”

Veiculo roubado Miranda.jpg


Um automóvel tomado de assalto no Bairro Monte Castelo em São Luis, foi recuperado na tarde desta sexta-feira (16), durante operação conjunta das policias Civil e Militar na BR-222, no povoado Cipó, município de Miranda do Norte.

O veículo modelo Fiesta, placa NWS-6233, foi apreendido em poder de três homens, suspeitos de terem assaltado um posto de gasolina e Arari, com eles a policia apreendeu armas, dinheiro e celulares.

Os ocupantes do veiculo foram identificados como, Lucas Silva Neves de 19 anos, preso e atuado em flagrante pelo delegado Regional de Miranda do Norte, Carlos Alberto Damasceno, e dois adolescentes que foram apreendidos.

Após ouvidos e atuados pelo Delegado Damasceno, os suspeitos foram encaminhados para a delegacia de Arari.

Com informações do Abimael Costa