segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Suspeito de matar mulher na porta de casa é capturado

negao_preso
Joedson da Silva Barbosa é suspeito de ter matado a dona de casa Maria Celeste Siqueira em São Luís


O terceiro suspeito envolvido no assassinato da dona de casa Maria Celeste Siqueira, morta no último domingo (26), na porta de sua residência, no bairro do Anjo da Guarda, em São Luís, foi preso na manhã desta quinta-feira (30). Joedson da Silva Barbosa, de 19 anos, que também é conhecido como “Negão”, estava escondido na casa de Francisco Mendonça Câmara, reconhecido como “Chico Pote”, que fica situada no bairro Alto Esperança, na capital. A foto foi enviada por um policial que prefere não se identificar.

Segundo informações do Major do 1º Batalhão da Polícia Militar, Ilmar Lima Gomes, a Polícia conseguiu chegar até o paradeiro do suspeito através de informações colhidas na área do bairro do Alto da Boa Esperança. “Nós temos alguns informantes no Alto da Boa Esperança e foram essas pessoas que nos informaram que o Joedson estava n casa do Francisco”, relatou o major.

Ainda de acordo com o major, Joedson não reagiu à prisão. “Nós chegamos com a nossa equipe na residência do senhor Francisco Mendonça Câmara, e efetuamos a prisão do elemento que não reagiu ao nosso trabalho”, afirmou.

Após receber voz de prisão, Joedson da Silva Barbosa foi encaminhado para o 5º Distrito Policial, localizado no bairro do Anjo da Guarda, onde prestou depoimento ao delegado Walter Wanderley. Segundo o delegado, ele negou qualquer participação no envolvimento da morte de Maria Celeste Siqueira. “Ele negou a participação no crime contra a dona Maria Celeste, só que uma pessoa que estava com a vítima no momento do fato disse que ele é culpado”, disse o delegado.

O delegado Walter Wanderley acrescentou também que com a prisão do Joedson, ele e a sua equipe esperam elucidar o crime que, até o momento, possui o homicídio e o latrocínio como as principais linhas de investigação, segundo o delegado. “Ainda não podemos concluir o inquérito porque estamos trabalhando com duas linhas de investigação, que é o latrocínio e o homicídio. O certo é que ela não reagiu em momento algum. Tem algo que falta ser esclarecido e é por isso que vamos levar mais alguns dias para saber o que de fato levou ao crime da vítima”, finalizou.

Além da prisão de Joedson da Silva Barbosa, que foi autuado por porte ilegal de munição, também foi preso Francisco Mendonça Câmara, que responderá pelo o crime de favorecimento pessoal, que consiste em prestar auxílio a um individuo que cometeu uma ação criminosa. Os dois serão encaminhados na manhã desta sexta-feira (31) para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.

Nenhum comentário:
Escreva comentários

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão

Seguidores

Acessos

Postagens