domingo, 13 de setembro de 2015

Inconformado com o fim de relacionamento, homem mata filha da ex para se vingar

(Reprodução / TV Record Brasília)

Por R7.com Via MinutoSertão

Um homem inconformado com o fim de seu relacionamento matou a filha da ex-companheira e se entregou à polícia nesta segunda-feira (10). A vítima era uma jovem de 18 anos, que foi morta na frente de seu irmão de dois anos. O crime aconteceu dentro da casa da família em Vila Boa, próximo de Formasa, região do Entorno do Distrito Federal. A mãe da garota, Rosângela Carvalho, permanece em estado de choque.

Ela tentou conceder entrevista ao programa Balanço Geral, da Rede Record Brasília, mas não parava de chorar e lamentar a tragédia.

—Ai meu Deus, é dor demais, é demais — gritava.

A vítima foi encontrada morta em seu próprio quarto. Como seus pais são separados, ela morava com sua mãe e o companheiro dela. Mas, há cerca de 15 dias, os dois terminaram o relacionamento porque, segundo a ex-mulher, o homem não queria trabalhar e vivia rodeado de outras mulheres. Segundo a polícia, o padrasto, de 29 anos, ficou muito irritado com o término de seu casamento e prometeu se vingar.

— Quando ele tirou a vida dela, tudo que ele queria era me matar. E ele conseguiu. Depois que minha filha morreu, alguém ai na rua, que eu não sei quem é, chegou e falou que ele tinha ameaçado, que ele ia me matar.

Na noite do crime, Rosângela tinha saído para trabalhar, como faz diariamente. Quando voltou para casa, a filha já estava morta.

— Eu não desejo a mãe nenhuma ver sua filha caída no quarto, toda cheia de sangue com aquele rosto lindo e maravilhoso que ela tinha. Minha filha era linda, linda, linda e estava ali, toda machucada. Ela tinha 18 anos e eu que sou mãe dela nunca bati nela, nunca tinha triscado um dedo nela. Naquele momento eu já sabia, gritava para a minha irmã: ele matou minha filha.

O irmão da vítima, Kenedy Carvalho, acredita que o crime foi premeditado. Contudo, para ele, a ideia do suspeito era matar sua mãe.

—Eu acho que ele gostava muito da minha mãe e minha mãe tinha terminado com ele, então, ele se revoltou. Minha mãe era para ser a vítima, só que ela foi trabalhar no dia, minha irmã chegou e ele fez isso com a minha irmã da forma mais brutal e cruel que um ser humano pode fazer. O que ele fez não tem perdão, queremos justiça.

O delegado que cuida do caso Janderson da Silva, disse que o suspeito só se entregou à polícia cinco dias depois do crime. Em seu depoimento, ele alegou que matou a garota por conta de uma briga que eles tiveram. 

— Tudo começou a partir do momento que a menina pegou o irmãozinho para dar banho e ela teria dado duas chineladas no irmão. E ele, como muito apegado à criança, disse "não, deixa que eu dou o banho". A partir daí, começou a discussão, a menina teria falado para ele que ele não era o pai da criança, ele foi se enfurecendo e, em um ataque de ira, se apoderou de um martelo e meteu na cabeça dela.

O suspeito não tinha passagens pela polícia, mas era conhecido por passar o dia em bares e fazer uso de drogas.

Nenhum comentário:
Escreva comentários

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão

Seguidores

Acessos

Postagens