domingo, 13 de setembro de 2015

Polícia prende em São Mateus do Maranhão acusado de matar e cortar partes genitais de mulher, em Teresina


Do Blog do Sérgio Matias Via Blog Jota Luíz

Investigadores da Polícia Civil do Maranhão e Piauí, com colaboração de policiais militares do Destacamento de São Mateus do Maranhão, prenderam naquela cidade, por volta das 7 horas da manhã desta sexta-feira (11), Cleilson da Conceição Mendes, o "Tica" (foto), 26 anos. Ele é suspeito de ter assassinado brutalmente Gersiane Pereira de Araújo, em abril de 2014. A vítima foi encontrada estripada e com as partes íntimas na boca, próxima a um cemitério de Teresina, Piaui. De acordo com o titular da Delegacia de Homicídios, Francisco Costa (o Barêtta), o mandado de prisão contra Cleilson foi emitido pelo juiz da Central de Inquéritos do Tribunal de Justiça do Piauí, em junho daquele ano.


"O resultado do exame de DNA, que foi feito em Pernambuco e confirmou que o sangue encontrado nas roupas dele era de Gersiane", explicou o delegado. Barêtta informou ainda que depoimentos de testemunhas dão conta de que a vítima chegou embriagada a um bar, no bairro Primavera, zona Norte, onde o suspeito já estava bebendo por volta de uma hora da manhã do dia do crime. "A dona do bar falou que ela deveria ir para casa de mototáxi porque ela já estava muito embriagada, mas ela respondeu que iria com Cleilson e ainda iria namorar. Depois disso, o crime aconteceu", descreve o delegado.

Vítima.

De acordo com os laudos, a vítima morreu logo no primeiro golpe, que foi desferido no pescoço - um corte profundo que dilacerou as veias, matando-a imediatamente. Em seguida, o corpo foi aberto e a parte vulvar teve o órgão sexual retirado e colocado sobre a boca. "O acusado já tinha histórico de violência. Esfaqueou um homem em Teresina e há informações de que ele teria matado uma mulher de forma semelhante no Maranhão", finalizou o delegado.



Segundo a polícia, ele estaria atualmente homiziado em um povoado da zona rural de São Luís Gonzaga do Maranhão para onde foi levado ao ser preso e, em seguida, recambiado para a capital piauiense. Ainda na delegacia, o autor de um dos crimes mais bárbaros ocorrido em Teresina chorou ao relembrar o caso.

Cleilson diz que bateu o arrependimento e chora.

Nenhum comentário:
Escreva comentários

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão

Seguidores

Acessos

Postagens