terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Zé Doca: madeireiros atacam guardas ambientais Ka’apor na Terra Indígena Alto Turiaçu



Dois guardas ambientais Ka’apor são feridos por invasores e e quatro estão desaparecidos na Terra Indígena Alto Turiaçu.

Mesmo com a floresta em chamas, invasores continuam cortando madeira na Terra Indígena Alto Turiaçu. Uma equipe de 26 guardas ambientais Ka’apor, com o apoio de uma equipe do Prevfogo vinda do Ceará, estão na mata combatendo os incêndios na floresta. A chuva que caiu na região nos últimos dias ajudou a apagar muitos focos, mas em alguns locais a ação dos guardas ainda se faz necessária.

Neste domingo, 20/12, a equipe de guardas Ka’apor flagrou invasores que vieram do povoado de Nova Conquista, município de Zé Doca, cortando madeira dentro da terra indígena, próximo a aldeia Turizinho. Esses invasores fazem parte de um contingente maior que já foi expulso do território dos Awá-Guajá em ação do Ibama junto com a Polícia Federal.

Imediatamente, a equipe de guardas apreendeu os equipamentos e prendeu os invasores, mas um conseguiu escapar e reuniu outros 30 homens armados, que retornaram ao local e atacaram o grupo de Ka’apor, que se dispersaram.

Dois indígenas feridos foram levados para a aldeia e lá se encontram escondidos, com medo de irem à cidade, pois a imprensa local tem divulgado falsas informações, acusando os Ka’apor pelo conflito. Outros quatro indígenas estão desaparecidos.

Nenhum comentário:
Escreva comentários

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão

Seguidores

Acessos

Postagens