sábado, 7 de maio de 2016

PÓS-IMPEACHMENT: PMDB VAI CONTROLAR DOIS PODERES E IMPEDIR A LAVA-JATO



Se o impeachment da presidente Dilma Roussef (PT) for confirmado, o Brasil vai experimentar uma situação inusitada desde a redemocratização.

Um só partido, o PMDB, vai controlar o poder Executivo (Presidência da República) e as duas casas legislativas.

Eduardo Cunha (ainda) preside a Câmara dos Deputados e Renan Calheiros o Senado.

Nessa circunstância, abre-se um precedente perigoso para a democracia. Se o PMDB já foi nocivo ao país como linha auxiliar do PSDB e do PT, pior será no comando total do governo, da Câmara e do Senado.

Dominando essas instâncias, o PMDB tende a criar uma barreira para impedir o avanço da operação Lava Jato, até agora focada apenas no PT.

O núcleo central do governo e as casas legislativas, sob o comando do PMDB, constituirão uma força-tarefa para abafar a Lava Jato e impedir o prosseguimento das investigações no Legislativo.

Todo o foco do poder Judiciário será voltado para a prisão de Lula, de forma impedi-lo de disputar a eleição de 2018.

Por outro lado, o vice-presidente Michel Temer (PMDB), se assumir o Palácio do Planalto, será alvo da oposição petista, da CUT e dos movimentos sociais.

O Brasil não terá paz no pós-impeachment. A luta continua.

Nenhum comentário:
Escreva comentários

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão

Seguidores

Acessos

Postagens