sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Reprodução Instagram


Do UOL
, crédito
Internada em estado grave vítima de um tipo raro de malária, a embaixadora do time olímpico da Grã-Bretanha Charlie Webster saiu do coma induzido nesta quinta. A informação é da ITV, emissora inglesa de televisão em que a jornalista trabalhou como apresentadora. Foi a primeira vez que ela retomou a consciência em cinco dias.

Também nesta quinta, as contas nas redes sociais dela voltaram a ser atualizadas com mensagens de agradecimento pelo apoio recebido. Isto não ocorria desde 11 de agosto, quando um post no Twitter tornou público que Charlie estava em estado crítico de saúde.

Apesar dos indícios de melhora, o quadro ainda é grave e os familiares e a própria paciente sabem da delicadeza da situação. A mãe da apresentadora falou à ITV que a filha tem consciência que esteve perto de morrer. Acrescentou que Charlie sabe que só continua viva por causa de máquinas.

Ela depende de um aparelho para respirar e faz diálise porque os rins pararam de funcionar. A embaixadora da delegação inglesa foi retirada do coma induzido para conversar com a mãe, que viajou ao Rio para acompanhar a filha que corria risco de morrer.

Outro indicativo de que a melhora não é definitiva é que os médicos falaram à ITV que os rins da embaixadora da delegação britânica não estão respondendo aos medicamentos. O objetivo no momento é estabilizar Charlie para que ela possa viajar à Inglaterra e continuar o tratamento perto da família.

A apresentadora é bastante conhecida na Grã-Bretanha e trabalhou nas principais emissoras do país, incluindo a BBC e Sky. Ela chegou doente ao Rio de Janeiro e apresentou os primeiros sintomas no dia da abertura das Olimpíadas, em 5 de agosto. No começo, havia suspeita de desidratação.

Charlie é conhecida por trabalhar para levantar dinheiro para causas sociais, ela viajou 4,8 mil quilômetros de bicicleta entre o estádio olímpico de Londres e o Maracanã para conseguir recursos para caridade. Logo depois de ir ao hospital acreditando estar desidratada, ela colocou a seguinte mensagem no Instagram.

“6 semanas na estrada terminaram nisto. Severa desidratação e infecção. 2 gotas e antibióticos”.

Charlie já foi classificada como uma heroína pelo parlamento inglês por seu empenho nas causas de assistência social. Ela também tem trabalhos como modelos e participa de provas de resistência chegando até a completar o Ironman britânico ano passado.


Nenhum comentário:
Escreva comentários

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão

Seguidores

Acessos

Postagens