segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Mulher teria sido assassinada por negar beijo


Da Agência Ansa Via DM

Pamela Canzonieri, a italiana de 39 anos assassinada em Morro de São Paulo, na Bahia, teria sido morta após ter se recusado a dar um beijo em seu algoz, Antônio Patrício dos Santos, mais conhecido como Fabrício.

A informação foi divulgada pela imprensa de Ragusa, cidade natal da vítima e cuja promotoria também apura o caso na Itália. Aos investigadores brasileiros, Antônio teria dito que se encontrou com Pamela na rua e a acompanhou até em casa – os dois moravam perto um do outro. Dentro da residência, teria ficado furioso ao não conseguir beijá-la e a esganou.

Procurada pela agência de notícias Ansa, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia afirmou que não há, até o momento, nenhuma informação sobre isso. Segundo a autópsia, a causa da morte foi asfixia causada no pescoço com as mãos. Patrício dos Santos foi preso na última quarta-feira (23) e confessou o crime um dia depois. No entanto, ele alega não se lembrar de detalhes do episódio pois estava sob efeito de cocaína.

Fabrício tem passagens pela polícia por associação ao tráfico de drogas e já foi visto vendendo entorpecentes. A notícia de que o assassinato de Pamela teria ocorrido por causa de um beijo chega na mesma data em que se celebra o Dia de Combate à Violência contra a Mulher, um problema em comum entre Brasil e Itália.

Nenhum comentário:
Escreva comentários

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão

Seguidores

Acessos

Postagens