sábado, 18 de fevereiro de 2017

Cientificamente, é possível acabar com a corrupção?



A Lava Jato revelou um dos maiores esquemas de corrupção já vistos no Brasil. Mas não foi o primeiro caso do gênero e não será o último. Há pelo menos dois mil anos já se sabe que os "favores" são práticas humanas comuns. Tanto que mereceram destaque no Inferno, de Dante Alighieri, e em Arthashastra, tratado de ciência política escrito pelo primeiro-ministro indiano Cautília (371 - 283 a.c). Apenas nos anos é que a transparência se tornou uma qualidade desejada nos negócios públicos e o assunto veio à tona com força. Parece que todo dia são descobertas novas falcatruas, em todos os níveis e esferas de governo e da política. Aqui no Brasil, como sabemos, o combate à corrupção virou mote de protesto de rua e movimentos políticos. Bom, pelo menos até o impeachment de Dilma Rousseff. Tentando surfar essa onda, o Ministério Público Federal propôs "10 medidas contra a corrupção", dentre as quais estavam até "pegadinhas" para testar a idoneidade de servidores públicos. O projeto causou polêmica: houve quem dissesse que estar contra ele seria um ato antipatriótico, e outros consideram as tais medidas insuficientes e populistas. Agora, cá entre nós: será que existe algum ato, medida, lei, punição, capaz de exterminar esse mal de uma vez por todas? É possível acabar com a corrupção?

Dando nomes aos bois

Fala-se muito sobre a tal da corrupção, mas o que ela é? Como se define um ato de corrupção. O Banco Mundial usa a seguinte definição: o abuso do poder público para o benefício privado. Repare que não necessariamente estamos falando de maços de dólares em cuecas. Aqui cabem casos diversos, como, por exemplo, fazer vista grossa para irregularidades cometidas por aliados políticos. Ou um funcionário público que tira licença médica e, na verdade, viaja para passear. Mas a noção de corrupção também pode ser aplicada ao setor privado. Quando, por exemplo, uma pessoa quer uma vaga cobiçada numa multinacional e paga "por fora" para ser contratado.

Nenhum comentário:
Escreva comentários

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão

Seguidores

Acessos

Postagens