quinta-feira, 1 de junho de 2017

POLÍCIAMulher é presa e confessa ter matado companheiro a facadas em Castelo do Piauí

Mulher é presa e confessa ter matado companheiro a facadas em Castelo do Piauí


Maria do Socorro Cardoso Morais vulgo Maria Paixão, de 25 anos, suspeita de matar a facadas o seu companheiro Francisco Olávio de Oliveira Bispo, de 30 anos, foi presa por volta das 16:30h desta quarta – feira (24) pela polícia militar. O crime aconteceu na residência do casal no bairro Mutirão, em Castelo do Piauí.

Socorro Paixão disse em depoimento que matou o companheiro para se defender, pois, segundo ela, ele havia lhe ameaçado de morte, e com medo de morrer, decidiu matá-lo.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Anchieta Nery, em depoimento a acusada confessou o homicídio e agiu de forma fria, sem demonstra nenhum tipo de arrependimento. “Eles tinham um relacionamento conturbado, segundo testemunhas. Ela já havia sido presa por tentativa de homicídio contra ele em 2015” disse. 

A mulher contou ainda, que tudo começou quando ele furtou uma TV de uma unidade escolar de Castelo do Piauí e levou para a sua residência, no qual ela não teria aceitado, pedindo que ele levasse a “TV” para outro lugar, ou caso contrário, ela iria comunicar o fato à polícia. Desde então, ele passou a ameaçar ela de morte, lhe chamando de “cabueta”.

Socorro, falou ainda o nome de um homem que havia comprado a TV furtada pelo “Olávio”. Após a delação, policiais realizaram diligências e conseguiram prender o homem identificado por Mael, residente no Bairro Mutirão e recuperar a TV.

Os dois foram encaminhados até a Delegacia de Polícia Civil de Castelo do Piauí para a realização dos procedimentos legais. Socorro deverá responder por Homicídio de acordo com o art. 121 do CP e Mael por Receptação art. 180 do CP.

Nenhum comentário:
Escreva comentários

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão

Seguidores

Acessos

Postagens