quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Explosão de botijão de gás mata navegador em Cururupu

Blog do Djalma Rodrigues

Benedito Raposo, o Mestre Silicrim que morreu no domingo (Foto: Divulgação)
O corpo do navegador Benedito Raposo, o Mestre Silicrim, de 82 anos, foi sepultado na segunda-feira, 12, na ilha de São Lucas, no arquipélago de Maiaú, na cidade de Cururupu. Ele morreu após a explosão de um botijão de gás dentro da sua embarcação, denominada de Império de um Navegador, no último domingo.

Phelipe Andrès, que era amigo do navegador, disse que ficou sabendo do fato por meio de um morador de Cururupu. A vítima estava navegando sozinha nas proximidades do arquipélago de Maiaú e o botijão teria explodido dentro do barco.

Mestre Silicrim ainda foi levado com vida a um hospital da cidade, mas veio a falecer antes de ser submetido a tratamento cirúrgico. “Ele tinha 82 anos, mas navegava sozinho na sua pequena embarcação sem auxílio de bússola”, declarou Phelipe Andrès.

Ele também disse que mestre Silicrim há mais de 40 anos vinha realizando práticas ambientalistas nas ilhas desse arquipélago. No período de 2015 a 2016, o cineasta Edson Fogaça realizou um documentário sobre a vida desse navegador e acabou sendo premiado no Blue OceanFilm Festival, na Alemanha, como ainda no Festival de Cinema de Brasília e no Guarnicê, em São Luís.

Nenhum comentário:
Escreva comentários

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão

Seguidores

Acessos

Postagens