quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Odilon de Oliveira anuncia criação de 700 'comitês' para virar governador de MS

folha dourado

Juiz aposentado disse não ter dinheiro para a campanha e que vai apelar ao voluntariado - Foto: Liziane Berrocal
Juiz aposentado disse não ter dinheiro para a campanha e
 que vai apelar ao voluntariado - Foto: Liziane Berrocal
Pré-candidato ao governo de Mato Grosso do Sul, o juiz federal aposentado, tido como o inimigo número 1 do crime organizado na região de fronteira com a Bolívia e o Paraguai, Odilon de Oliveira, convocou à imprensa na manhã desta quinta-feira (22), em Campo Grande, para dizer que seu partido, o PDT, vai criar 700 núcleos que seriam a base de sua campanha para o governo.

Tais núcleos, que devem funcionar como uma espécie de comitês, seriam tocados por pessoas interessadas em ver Odilon governador, mas o serviço, disse ele, será pelo regime voluntariado, ou seja, ninguém ganha dinheiro pelo feito.

Odilon de Oliveira afirmou que os núcleos vão funcionar com, "no mínimo, dez pessoas cada", em Campo Grande e em todos os municípios do Estado. É desejo dele visitar os principais locais de apoiadores durante a campanha.

"Não temos dinheiro para bancar uma campanha de luxo. Com os núcleos, estaremos criando mecanismos de aproximação com a população, que deve ter um crescimento horizontal, não vertical", sentenciou o juiz aposentado.

Odilon de Oliveira disse que as pessoas que integraram os núcleos - educadores, estudantes, empresários -, terão a missão de apresentarem as propostas de seu governo. Ainda segundo o pré-candidato, os núcleos devem funcionar mesmo depois das eleições.

Nenhum comentário:
Escreva comentários

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão

Seguidores

Acessos

Postagens