quinta-feira, 12 de abril de 2018

Médico é preso por bater o ponto em posto e ir embora

Agora São Paulo

Resultado de imagem para imagem de medico indo embora
imagem ilustrativa
Um médico de 47 anos foi preso ontem sob suspeita de bater o ponto em um serviço da rede municipal de saúde de Guarulhos (Grande SP) e ir para casa, sem cumprir o horário de trabalho.

A detenção aconteceu quando ele chegava à Policlínica Dona Luiza.

O profissional nega. O diretor da unidade é investigado.

Segundo a Prefeitura de Guarulhos, o horário que o clínico geral Pierre Simon deveria cumprir na unidade é das 19h às 7h.

No entanto, após receber uma denúncia, a Controladoria Geral do Município fez uma investigação de quatro meses e descobriu que Simon chegava no horário à policlínica, colocava as digitais no aparelho de ponto e depois ia embora, sempre de carro, um up!.

A Controladoria afirma que por vários dias flagrou e fotografou Simon chegando à unidade no horário do plantão, saindo de carro pouco depois e chegando a sua casa, que fica na cidade.

No outro dia, no horário em que deveria deixar o trabalho, diz a prefeitura, o médico chegava novamente na unidade para bater o ponto.

Em alguns casos, segundo a polícia, ele chegou colocar a digital depois do horário, ocasionando horas extras.

O salário dele é de R$ 11 mil.

Nenhum comentário:
Escreva comentários

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão

Seguidores

Acessos

Postagens