sexta-feira, 4 de maio de 2018

Correios: processo de sucateamento deixa população sem receber encomendas

O processo de sucateamento a que foi submetido os Correios não é novidade. O descaso com que a empresa tem sido tratada e a ameaça de privatização, tem penalizado não só os funcionários mas também a população.

No Maranhão o caso mais grave está sendo registrado na regional de Bacabal. A cidade está há mais de uma semana sem a entrega de encomendas por falta de manutenção dos veículos que chegam a representar perigo para os funcionários condutores.

Segundo levantamento do Blog do Louremar, a unidade de Bacabal dispõe de duas Dukato e quatro motocicletas. Um dos carros está sem freio de mão e outro com diversos problemas. As motos apresentam problemas no motor há mais de seis meses.

Encomendas estão paradas em Santa Inês e São Luis

Imagine o caso de um cliente dos Correios que no dia 20 de março contratou o serviço de Sedex para receber um documento postado em Ariquemes no estado de Rondônia. Até o dia 28 de abril, o cliente sequer sabe onde está o seu documento porque como visto no serviço de rastreamento os Correios so informam a movimentação ocorrida até o dia 22 de abril. Daí em diante, a informação é vaga. É como se o documento do cliente, por cujo envio ele pagou R$ 100,00 tivesse sumido.

Parece ser o mesmo caso de outras encomendas. A maioria está parada no pátio das agências de Santa Inês e São Luis. O acúmulo de mercadorias é grande nessas cidades e aumenta a cada dia.

Crise não sensibilizou a Diretoria no Maranhão

O Diretor dos Correios no Maranhão é Ricardo Melo Sousa Barroso indicado pelo MDB. Mesmo diante de uma crise sem precedentes na história dos Correios no Maranhão a diretoria não sinalizou com alguma solução.

Nenhum comentário:
Escreva comentários

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão

Seguidores

Acessos

Postagens